Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

Talvez por ter morado na Paraíba, Ernesto Geisel sempre teve uma relação cordial com os políticos de nosso Estado. Geisel nos visitou como Presidente algumas vezes, como ocorreu no ano de 1976, quando visitou João Pessoa e Campina Grande. Abaixo, as fotos de sua visita a "Rainha da Borborema". Cliquem nas imagens para ampliá-las.



Observem que a então sede da Prefeitura de Campina Grande, localizava-se no antigo "Grande Hotel", palacete da Avenida Floriano Peixoto. A estrutura na entrada do edifício, foi usada como um parlatório para que o então Presidente da República falasse aos campinenses. 



O Estado de São Paulo relatou em suas páginas a visita do então Presidente da República:


Esta visita de Geisel a Paraíba também foi documentada em vídeo, este já publicado no RHCG, e que pode ser assistido AQUI.

7 comentários

  1. Anônimo on 4 de fevereiro de 2010 00:28

    Dos presidentes militares, Geisel foi sem dúvida o mais diplomático e político de todos.

     
  2. mario3at on 4 de fevereiro de 2010 13:33

    Quem ampliar a última foto, verá que onde hoje está a Biblioteca Municipal funcionava a Delegacia da Polícia Federal. Localizada estrategicamente em frente ao prédio da PMCG.

    Tempos de ditadura e repressão...

     
  3. Anônimo on 31 de maio de 2012 15:53

    A delegacia da PF ficava em frente a prefeitura e embaixo da câmara municipal.
    Ou seja, controle absoluto.
    Se um vereador fizesse um pronunciamento mais abusado contra a ditadura, ia direto prá o xadrex.
    Ainda bem que hoje, esse tempo sombrio, é apenas uma mancha triste na nossa história sem deixar nenhuma saudade.

     
  4. Anônimo on 1 de junho de 2012 10:38

    Tem algumas coisas da ditadura que tenho saudades, exemplo existia mais ordem e decência.

     
  5. Anônimo on 1 de junho de 2012 20:17

    Ordem pode ser(na base da chibata,pau de arara e choque elétrico)agora,decência?
    A corrupção corria solta e ninguém podia falar porque ia parar nos porões da tortura.

     
  6. Anônimo on 1 de junho de 2012 20:46

    Outro dia eu li que o General Medici, se tivesse concorrido a eleição no voto direto, teria tido 70% dos votos, então quer dizer que a maioria da população estava satisfeita com os militarem no poder, em um determinado momento, também li que quando deram o golpe o país estava uma "baderna" e hoje como está? violência,imoralidade total, meninas com 14 anos, adeus vingidade influênciada pelas novelas,o congreso é brincadeira com os politicos eleitos pelo povo,moradia,saúde, etc,etc. Vou terminar com uma letra da banda anos 80.
    "Sinto um imenso vazio
    E o Brasil que erda o costume civil, não serviu pra mim.
    É menos pior a demogracia, mas a ditadura não era tão reuim assim, não!

     
  7. Ludy on 1 de junho de 2012 23:40

    Com o devido respeito aos comentários. Entretanto, preferia mil vezes o regime militar que a corrupção e o desmando que hoje convivemos.

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br