Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?



Um dos locais mais famosos de Campina Grande é a chamada "Rodoviária Velha", no centro da cidade. Na verdade, o local se chama "Terminal Rodoviário de Passageiros Cristiano Lauritzen". Por muito anos foi um pólo econômico, mas entrou em decadência após a inauguração do novo terminal, na gestão do Governador Wilson Braga.

Rodoviária Cristiano Lauritzen em 1982

Hoje é mais conhecido como um mercado popular, porém, ainda é usado como Terminal, pois dali ainda partem ônibus que percorrem linhas intermunicipais de curta distância.

O local em 2009

A Rodoviária Velha também ficou conhecida pela sua boêmia, devendo-se ter muitas "estórias", já que é um dos locais mais antigos da cidade.

A Rodoviária Velha, vista do alto

Uma curiosidade da Rodoviária Velha, contada pelo professor Mario Vinicius Carneiro: "Havia um deficiente visual, Josa, que ficava na Rodoviária Velha a gritar entre os passageiros e os que passavam sobre os horários dos ônibus. "Atenção, o ônibus da Real, das 15 horas, para João Pessoa, está lá trás" (não havia local pré-determinado de parada, pois era por ordem de chegada); "O guichê da Patoense é mais em cima, moça". Em troca de tais informações, pedia sempre uma esmola. Veio a Rodoviária nova e Josa, logo no primeiro dia, mudou-se para lá. Contudo, no dia seguinte estava de volta à Rodoviária velha. Isto porque, para sua tristeza, havia um serviço de som que desempenhava o papel que ele fazia. Josa morreu em 1991, de um ataque cardíaco".

Vídeo:

Reportagem da TV Itararé sobre a antiga Rodoviária de Campina:


Fontes Utilizadas:

-Anuário de Campina Grande - Grafset 1982
-Arquivos Pessoais
-Mapas do Google
-Professor Mário Vinicius Carneiro
-ALMEIDA, Adriana de. "Modernização e Modernidade-Uma Leitura sobre a Arquitetura de C. Grande (1940-1970

4 comentários

  1. Comunidade do Orkut "Profs. de História CG/PB" on 28 de janeiro de 2010 21:50

    Existe uma curiosidade bastante pertinente a qual o Prof. Dr. Josemir Camilo certa vez comentou, é que o antigo terminal rodoviário possui a maior marquise sem colunas DO MUNDO. De fato, se percebermos é uma construção bastante peculiar, pois não existe colunas, e de acordo com o próprio professor, engenheiros de vários países já vizitaram a cidade para presenciar e estudar o ponto de equilíbrio de sua arquitetura.

     
  2. mario vinicius on 30 de janeiro de 2010 08:33

    Havia um deficiente visual, Josa, que ficava na Rodoviária Velha a gritar entre os passageiros e os que passavam sobre os horários dos ônibus. "Atenção, o ônibus da Real, das 15 horas, para João Pessoa, está lá trás" (não havia local pré-determinado de parada, pois era por ordem de chegada); "O guichê da Patoense é mais em cima, moça". Em troca de tais informações, pedia sempre uma esmola.

    Veio a Rodoviária nova e Josa, logo no primeiro dia, mudou-se para lá. Contudo, no dia seguinte estava de volta à Rodoviária velha. Isto porque, para sua tristeza, havia um serviço de som que desempenhava o papel que ele fazia.

    Josa morreu em 1981, de um ataque cardíaco.

     
  3. mario vinicius on 5 de outubro de 2010 20:38

    Houve um erro quanto à data no meu comentário: Josa morreu em 1991.

     
  4. Napoleão Brito on 6 de fevereiro de 2012 08:12

    O projeto estrutural da marquise é de Perylo Borba.

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br