Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?


Interessante cópia de documento emitido em 1974 pela Chefia da Turma de Censura de Diversões Públicas, Posto de Campina Grande da Polícia Federal, quando durante os Anos de Chumbo, haviam os censores que emitiam parecer favorável, ou não, à exibição de produções culturais como, no caso em questão, uma peça teatral. 

O censor, neste caso, se chamava Marcelo Macedo, o qual autorizou a apresentação da peça "O Mundo Louco do Poeta Zé Limeira", de José Bezerra Filho, apresentada pelo Grupo Cactus no I FENAT - Teatro Severino Cabral. 

O 'fac-símile' foi disponibilizado pelo professor José Edmilson Rodrigues e gentilmente concedida a sua utilização pelo BlogRHCG.

4 comentários

  1. Walmir Chaves on 27 de fevereiro de 2013 08:51

    Que miséria!!! Não tinha conhecimento da existência dessa censura no Brasil. Pensava que só era censura política!

    Eu só fui vítima da censura espanhola no ano 1973 que proibiu minha peça na oitava apresentação. É uma frustração que nunca se pode esquecer!

    Será que viveremos algum dia num mundo sem Ditadores?

     
  2. Anônimo on 27 de fevereiro de 2013 13:07

    Não! Existe a ditadura da beleza,do conhecimento, do dinheiro, do poder, da moda, etc,etc.

     
  3. Edmilson Rodrigues do Ó on 27 de fevereiro de 2013 16:38

    Na verdade explícita, eu sou contra a certos tipos de censura.
    Todavia, algo muito pior do que todos os tipos de censura, é o que estamos vivenciando hoje no nosso Brasil. CORRUPÇÃO, IMPUNIDADE e VIOLÊNCIA. Eu próprio julgava que naquela época nós não éramos totalmente felizes. Infelizes somos agora quando a CORRUPÇÃO EXPLÍCITA, a IMPUNIDADE REMUNERADA e a VIOLÊNCIA SEM CONTROLE já fazem parte da cultura nacional.
    Todos os dias tombam inocentes vítimas das armas assassinas cujos responsáveis fingem que não estão vendo nada anormal.Vejo com preocupação a indiferença da sociedade culta, trabalhadora e produtiva, das associações de classe que não se organizam e se movimentam para que possamos sair desse "estado de sítio" que estamos vivenciado hoje no nosso imenso e querido Brasil. Pensemos nisso com profunda preocupação e seriedade.

     
  4. Walmir Chaves on 27 de fevereiro de 2013 17:30

    Caro Edmilson. É compreesível sua indignação frente a uma série de anomalias tão comuns no mundo atual que são exibidas nas televisões a diário, fazendo pensar que os valôres humanos mudaram nos últimos anos...
    Para mim a pior censura é a do pensamento, da expressão e da creatividade. É un atentado a própria alma!
    Mudando de assunto, uma reflexão:
    Se umas palavras podem fazer compreender tudo... É possivel que outras possam semear sérias dúvidas?

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br