Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?


Ao passo em que o Colaborador Jônatas Rodrigues nos parabeniza pelo importante intento conquistado junto ao Concurso Top Blog 2012, nos brinda com mais um tesouro das publicações pretéritas sobre Campina Grande: O Almanaque de Campina Grande, para o ano de 1933, lançado em 1932, contendo todo o perfil comercial da nossa cidade àquela época.

Segue o corpo do e-mail enviado por Jônatas, descrevendo a obra:

"Venho aqui trazer fotografia do histórico livro "Almanach de Campina Grande para o anno de 1933". (Almanaque de Campina Grande). Sendo criado pelo poeta e fotógrafo Euclides Vilar (1893-1953). Trata‐se, portanto, de um documento direcionado “ao mundo litterario, charadístico e commercial” de acordo com o próprio almanaque sobre Campina Grande do ano anterior, 1932, editado com a colaboração de diversos escritores e poetas, a exemplo de Epaminondas Câmara, reconhecido escritor campinense. Observamos, a partir de evidências apresentadas no próprio Almanach, que se refere à primeira publicação do gênero para o ano de 1933. A segunda edição seria "Almanaque de Campina Grande" para o ano de 1934. 

O almanaque é pequeno com 19x13 cm, editado em folhas de papel jornal na maioria das páginas. Nas primeiras páginas do almanaque, traz um apanhando completo de todas as casas comerciais, indústrias, serviços, centro sociais, religiosos e desportivos, entre outros. O livro traz ainda a história e informações importantes do Campinense Clube e do Grêmio Renascença. Este almanaque é uma verdadeira preciosidade que com toda a certeza os visitantes deste blog conhecerão partes importantes deste livro, e encontra-se nos arquivos do Museu Histórico de Campina Grande, em frente a Catedral Nossa Senhora da Conceição, na Avenida Floriano Peixoto."

Fonte: ALMANACH DE CAMPINA GRANDE. Diretor: Euclydes Villar. Livraria: Campinense, Ano I, 1932.

4 comentários

  1. Walmir Chaves on 14 de fevereiro de 2013 09:01

    Que emoção recordar a infancia! Era uma alegria na minha casa, entre os que sabiamos lêr, quando chegava o almanaque anual que destribuiam nas Farmácias! A história do Jeca Tatú, o preguiçoso que tomando um remédio se fêz trabalhador e rico, as palavras cruzadas e sobretodo as charadas que adoravámos! Soube que não existem mais as charadas! Por que? Eram divertidas agilizavam a mente..

     
  2. Soahd on 14 de fevereiro de 2013 17:56

    Emocionante, e a cada leitura, uma coisa me impressionava, o nome das pessoas seguido ao endereço...na sua grande maioria, hoje os dois são endereços de rua..foram pioneiros de tempos passados, e hoje estão na historia da cidade...muito importante, pois marca rua e numero do estabelecimento, fazendo com que tenhamos a referencia de muitos lugares..foi uma grande contribuição esta doação de imagem.

     
  3. Anônimo on 15 de fevereiro de 2013 10:08

    Que maravilha esta raridade.
    Uma verdadeira radiografia da comunidade campinense de então.
    Achei muito interessante ver os tipos de negócios e onde se localizavam.
    Quantas barbearias! Muitos nomes são familiares.
    Quantos daqueles empreendimentos ainda estariam funcionando?
    Também não conhecia a foto da Praça Dr. João Pessoa (depois Praça do Relógio).
    Obrigado pelo envio.

     
  4. gustavo ribeiro on 27 de fevereiro de 2013 10:25

    Maravilha de documento.

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br