Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

O discurso evangélico foi inserido em nossa cidade no ano de 1901, com o estabelecimento da primeira comunidade 'protestante', a comunidade evangélica congregacional.

A Igreja Congregacional de Campina Grande, localizada na antiga 'Rua do Açude Novo', hoje Rua 13 de Maio, no Centro da cidade, foi o primeiro templo evangélico edificado na Rainha do Borborema, no ano de 1920. Antes disso a 'seita', como era chamada pelos católicos que habitavam nossa região, se reunia nas casas dos fiéis.

A nova forma de evangelizar, apesar de contar com a perseguição da comunidade local desde sua instalação, foi se consolidando com a chegada do pastor João Clímaco Ximenes em 1927 e, em abril de 1939, já contava com 503 membros e 660 alunos da Escola Dominical.

Em relação à perseguição sofrida pelos seus seguidores, Cléofas Lima Alves Júnior, em seu artigo "A INSERÇÃO DO DISCURSAO PROTESTANTE EM CAMPINA GRANDE (1901-1930): UMA INTRODUÇÃO" cita parte da História da instalação do seguimento evangélico em Campina Grande, com o exemplo do casal Olinto Cordeiro de Souza e Rita Maria Cordeiro quando vieram morar em Campina Grande, no ano de 1901:

"Assim com o tempo o casal começou a freqüentar os cultos da nova seita que acontecia nas residências. Destaca que neste processo vieram os conflitos como por deixarem de freqüentar a Igreja Matriz, a Rita Cordeiro tinha uma escola com cinqüenta alunos, o povo incitado pela pregação do vigário de que ela aceitara uma seita satânica, os alunos se ausentaram. Em outro dia, o vigário da cidade incitou as crianças na rua a gritarem: “cão coxo” com o senhor Olinto Cordeiro, pois claudicava de uma perna. As perseguições também atingiram os cultos nas residências com pedras jogadas sobre os telhados e a zombaria do povo durante o cântico dos hinos. Até que pararam as perseguições durante os cultos porque falaram com odelegado da cidade e ele ameaçou prender os que perturbassem."


Igreja Congregacional - Aspecto Original

De acordo com os dados postados, juntos às fotos, por Wanderley Pereira de Melo, no site http://cafehistoria.ning.com o Rev. João Clímaco Ximenes, graduado pelo Seminário Presbiteriano do Recife, esteve à frente da igreja por 33 anos.

Igreja Congregacional - Após Reforma

Fonte Pesquisada:
FREITAS Jr., Cleófas Lima Alves de. "A INSERÇÃO DO DISCURSAO PROTESTANTE EM CAMPINA GRANDE (1901-1930): UMA INTRODUÇÃO


***     ***     ***     ***     ATUALIZAÇÃO 15/07/2012      ***     ***     ***     *** 

A atualização deste post nos foi proporcionada por Luana Moraes, que nos enviou as fotos abaixo, datadas da Década de 80, em diversos momentos ao longo do decênio. 



Campo do Treze em uma cruzada Evangelistica da Igreja Congregacional feita pelo Pr. Acácio na década de 80




Inauguração do refeitório da Igreja
 

3 comentários

  1. Anônimo on 16 de julho de 2012 10:07

    Muitas vezes passava de frente a esse templo dava vontade de entrar, mas tinha vergonha, hoje graças à Deus sou membro dessa igreja.

     
  2. Anônimo on 24 de maio de 2015 13:33

    eu tinha nove anos quando minha familia passou a frequentar aigreja congregacional, Raul de souza costara o pastor

     
  3. Anônimo on 15 de janeiro de 2016 09:47

    A Historiografia do Estado da Paraíba, mormente, a de Campina Grande, donde se destaca grandes historiadores que registraram fatos e personagens de épocas pretéritas da cidade Rainha da Borborema, foram omissos ao se negarem a juntar em seus escritos históricos as narrativas de fatos verídicos, substanciados por fotos e testemunhas, das perseguições extremadas sofridas por evangélicos que ousaram professar publicamente sua fé, perseguição, a bem da verdade dos fatos, incitada pelo pároco da Igreja Católica, em perfeita harmonia com os princípios da Contra Reforma. O leitor que tire suas conclusões.

    JOÃO BATISTA NUNES - Psicólogo, Teólogo e Acadêmico de Direito.
    www.jbnunes-vitrine.blogspot.com

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br