Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

Após sessenta anos de atividades no estado do Rio Grande do Sul, as Indústrias Wallig decidiram instalar uma unidade fabril no Nordeste e, em 1964, o jornal "O Globo" publicava a matéria abaixo com a justificativa dos Executivos e da Diretoria da Wallig para que esta fábrica fosse instalada em Campina Grande.

De acordo com o que dizia, à época, o diretor comercial da Wallig, Carlos Sassen, implantar a unidade em Campina Grande fazia parte da intenção da empresa em colaborar com o desenvolvimento do Nordeste, já que àquela época nossa cidade era um dos mais importantes centros comerciais da região.

A fábrica em Campina Grande seria o maior investimento da inciativa privada na região nordestina; esteve orçada em 4 bilhões e 900 milhões de cruzeiros. Nos planos da empresa, a unidade sediada na Rainha da Borborema seria o centro exportador de fogões para o mercado latino-americano, bem como para alguns países africanos.

Abaixo está a matéria publicada no Jornal "O Globo", de 02 de Dezembro de 1964, ratificando esta postagem. CLIQUEM NA IMAGEM PARA AMPLIAR.


Leia mais sobre a Wallig em Campina Grande: CLICANDO AQUI!

Fonte Pesquisada:
Jornal O Globo, 02-12-1964

1 Comment

  1. Anônimo on 24 de outubro de 2013 10:55

    Quando acabaram os inúmeros incentivos fiscais, também acabou a "confiança" no nordeste e a gauchada fechou a fábrica deixando para nós um tremendo desassossego social.

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br