Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

José Joffily Bezerra de Melo nasceu em Campina Grande, no dia 25 de Maio de 1914. Era filho de Antônio Bezerra de Melo e Maria Joffily Bezerra de Melo. Foi Advogado, Jornalista, Funcionário Público, além de ter publicado mais de 10 livros de investigação histórica, como por exemplo, “Revolta e Revolução 50 Anos Depois”, lançado em 1980.

Começou sua vida pública aos 16 anos como líder estudantil na capital paraibana. Alistou-se no batalhão de voluntários na Revolução de 1930.

Durante o período de 1942 a 1945, foi Secretário de Agricultura da Paraíba, na gestão de Ruy Carneiro, como interventor estadual. Foi eleito Deputado Federal Constituinte e reeleito seguidamente, cumprindo quatro mandatos. Ao lado de políticos ilustres como Ulisses Guimarães, fez parte da chamada “Ala Moça” do PSD apoiando o Governo Juscelino Kubistchek.

Em missões especiais do Congresso Nacional, fez viagens oficiais como Delegado do Brasil junto à Conferência Anual da Food and Agriculture Organization (FAO), Roma, Itália, 1955; Representante da CD no Congresso de Autoridade Eclesiásticas e Federais, Campinas, 1956; Membro da delegação brasileira na posse do Presidente do Equador, 1956; Membro da delegação brasileira à XIII Sessão da Assembléia Geral da ONU, Nova York, EUA, 1958.

No ano de 1964 foi perseguido pelo governo militar, quando era integrante do Conselho Nacional de Economia, nomeado pelo presidente João Goulart. Seu nome fez parte da primeira lista das cassações.
Foi quando ingressou na iniciativa privada e, de corretor de seguros, alcançou o posto de Diretor da empresa Patriarca, a Seguradora do Grupo Rique, no Rio de Janeiro.

Foi um dos fundadores da Herbitécnica, uma das principais fábricas de herbicidas do País, no começo da Década de 1970, no estado do Paraná.

Suas obras literárias o levou a fazer parte da Academia Paraibana de Letras e da Academia de Letras de Campina Grande, além do Instituto Histórico de Minas Gerais, do Rio Grande do Norte e da Paraíba. Recebeu o titulo de Doutor ‘honoris causa’ pela UFPB.

José Joffily Bezerra de Melo era neto de Irinêo Jóffily, bem como um dos seus filhos é o cineasta José Jóffily Filho, que dentre suas obras para o cinema está o roteiro  do filme “Parahyba, Mulher Macho”, baseado em um dos livros do seu pai e a direção do premiado “Quem matou Pixote?”.

Não apenas na Paraíba, como no Paraná, onde pontificou sobretudo como empresário, como intelectual, como historiador, destacou-­se em todos os grandes movimentos nacionais, notabilizando-­se pela sua linha nacionalista e pela sua tendência progressista. Foi considerado um dos mais destacados líderes do movimento pela reforma agrária, não apenas no Nordeste, mas em todo o Brasil.

José Joffily faleceu na cidade de Londrina, no Paraná, em 09 de janeiro de 1994 e, até esta data, era o último Constituinte de 1946 ainda vivo.

1 Comment

  1. Anônimo on 28 de dezembro de 2013 22:03

    Aloizio Alves, do RN: João Amazonas , do Pará e o Romancista Jorge Amado foram Constituintes de 1946 e morreram em datas posteriores. seria bom conferir.
    Mas de qualquer forma a sua página na intenet é maravilhosa.
    Inaldo Matias - Natal RN

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br