Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

Já falamos aqui no “RHCG”, das participações de Campina Grande no programa Silvio Santos. Mas o que talvez nossos amigos que acompanham o blog não saibam, é que uma música, cuja letra foi escrita por uma pessoa que amava nossa cidade, caiu nas graças do antigo “Homem do Baú”.

Antes de revelarmos o motivo, escutem a música “Cadê Papai”:


A música que é cantada pelo Trio Juazeiro, teve a letra escrita pelo saudoso radialista Wilson Maux, um dos ícones da comunicação paraibana.
 Trio Juazeiro e Wilson Maux

O historiador Mario Vinicius Carneiro Medeiros nos conta mais detalhadamente, curiosidades sobre a composição:  


Uma das coisas que faço nas (raras) horas vagas, é ficar na net pesquisando sobre discos antigos. Certo dia, encontrei um disco do Trio Juazeiro e, curiosamente, encontrei o nome do compositor, o mesmo do nosso saudoso radialista.

Algum tempo depois, em uma conversa na calçada dos Correios, falei para Wilson sobre o fato. Ele riu e disse que aquilo fora quase que por acaso. Alguém fizera a música (não recordo o nome, agora) e pediu que Maux colocasse a letra. 

Ele disse que "mesmo não sendo a praia" dele, topou o desafio, fazendo uma letra interessante, com leve duplo sentido, a quem deu o título "Cadê papai". Entregou a letra para o autor da música e o Trio Juazeiro gravou. 

O que ele não esperava, porém, era o "estouro" da canção em termos nacionais.  E o maior responsável por tal fato foi Sílvio Santos !

Naquela época, durante o programa de domingo, Sílvio cantava várias músicas com as suas "colegas de trabalho". E assim, o público feminino cantava aos berros "Mamãe, cadê papai? Mamãe, cadê papai? Suas contas tão crescendo e o pagamento não sai..."

Em seu relato, o saudoso radialista dizia que, inúmeras vezes neste trecho da música, Sílvio Santos não se continha e soltava a sua gargalhada, uma vez que cantava com os dedos indicadores para cima, juntamente com o auditório, sugerindo que o que estava crescendo eram as "pontas" e não as "contas"...  Sem contar outro trecho, em que colocava uma cara bem séria para dizer "a mamãe já está podendo, papai pode viajar..."

Por 11 domingos seguidos a música foi cantada em rede nacional. E Wilson acrescentava: "quando Sílvio dizia, 'E agora... cadê papai?" e o público vibrava, eu mesmo achava engraçado tudo aquilo ali “...  

Agradecemos ao professor Mario por mais esta revelação do talento multimídia do inesquecível Wilson Maux, que infelizmente nos deixou 2011.

Fonte Utilizada:

www.forroemvinil.com.br

0 comentários



Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br