Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

por Emmanuel Sousa


Quando eu era aluno do Colégio Alfredo Dantas, lá pelos idos dos anos 80, uma lenda urbana nos tornava apavorados por "sabermos" que o prédio do educandário fora construído sobre um antigo cemitério.

Na verdade, anos mais tarde, estudando a História do nosso município, veio à tona a verdadeira versão sobre o terreno "macabro".

O fato é que a "lenda", era verdadeira.

Em 1856, ainda quando éramos a Vila Nova da Rainha e nossa população somava, aproximadamente, 17.900 pessoas, contando-se cidadãos livres e escravos (lembremos que a Lei Áurea somente fora publicada em 1889), uma epidemia de cólera-morbo dizimou cerca de 1.550 habitantes da Vila.

Quase 10% da população pereceu.

Então, foram improvisados vários terrenos para acolher as centenas de habitantes que foram à óbito.

Entre esses locais, estava a área onde estava edificado o Grêmio de Instrução Campina-Grandense, o CAD atual e os demais estabelecimentos comerciais, conhecida como Boninas.

Essa região tornou-se o Cemitério Velho, sendo inutilizado a partir de 1867, após a construção do Cemitério Nsa. Sra. do Carmo em 1895, no alto da Rua da Areia (hoje Rua João Pessoa).


Entrada do cemitério das Boninas. Foi interditado em 1923 e demolido em 1931
(Acervo de Professor Mario Vinicius Carneiro)


OBS: Esse tópico foi postado originalmente em agosto, porém, devido a atualização da foto, decidimos colocá-lo novamente em evidência.

1 Comment

  1. suenia on 1 de março de 2010 09:36

    OLA GOSTEI MUITO DESSAS INFORMAÇOES ,GOSTARIA DE OBTER MAIS INFORMAÇOES SOBRE ESSE ANTIGO CEMITERIO,POR FAVOR SE TIVER MANDE PARA O E-MAIL SUENIAEANDRE@GMAIL.COM

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br