Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

A Sanbra já foi alvo de um especial aqui do blog, mas sempre merece alguma citação a mais. Abaixo uma propaganda da empresa, quando esta ainda funcionava em nossa cidade (imagem dos anos 50 - clique para ampliar):


2 comentários

  1. Jobedis Magno de Brito Neves on 7 de agosto de 2010 12:02

    No ciclo do algodão Campina Grande era aquela cidade que tinha uma economia que crescia de maneira espantosa, tanto no setor agrícola, de manufatura, como comercial. Com isto, surgiram as primeiras fábricas de beneficiamento de algodão e depois de sisal. Surgiram a SANBRA, a ANDERSON CLAYTON, Zé Marques de Almeida, e outras empresas que tinham a finalidade de beneficiar produtos da terra para uso doméstico e até mesmo exportar. Inegavelmente esses produtos que eram produzidos em grande escala, elevaram a cidade ao contexto internacional, Campina Grande foi considerada uma das maiores exportadora de algodão do mundo só perdendo para Liverpool, trazendo ao município grandes somas de devisas, chegando a ser a maior renda do Estado da Paraíba. As crises financeiras que maltrataram o país na época afetaram o município campinense de maneira violenta e sem cura a curto ou médio prazos e justamente foram estas crises que fecharam muitas casas comerciais da cidade. Um outro fator da decadência comercial, foi o arrocho fiscal aos comerciantes, que aconteceu na década de sessenta fechou diversas casas de alto porte, gerando muito desemprego na cidade. Hoje a Sanbra faz parte do passado.

     
  2. Jerônimo Bento de Melo on 8 de agosto de 2010 00:55

    Quando eu dava meus primeiros passos na escola primária, a alfabetização, costumava ler, soletrando, tudo quanto era rótulo dos mais variados produtos. Certa vez peguei uma lata de óleo de cozinha - não lembro a marca - e reclamei com mamãe:
    - Olha, mamãe, antes da letra "B" pode vir "N"?
    - Não!
    - Então, aqui está errado...
    Mamãe pegou a lata, olhou, sorriu e explicou-me. Foi o meu primeiro contato com um acrônimo. Bons tempos...

    Jerônimo Bento de Melo

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br