Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

Carregando...

Fruto de um clamor popular ao final da Década de 40, quando Campina Grande não dispunha de ensino secundário subsidiado pelo poder público, haja visto a existência das instituições particulares de ensino: Colégio Pio XI, Ginásio Alfredo Dantas e Colégio Imaculada Conceição (educandário que matriculava, apenas, moças – Colégio das Damas).

Comprometendo-se com a população campinense, o Governador Oswaldo Trigueiro de Albuquerque Melo, natural de Alagoa Grande, garante o estado como edificador da obra, após garantida pelo governo municipal, na figura do então prefeito Raymundo Vianna (Igreja do Rosário, Castelo da Prata e Feira da Prata) a doação do terreno para tal intento.

Em virtude da grandiosidade da obra, conhecido como Gigantão, o projeto teve sua conclusão atrasada, não atendendo ao cronograma previsto para a obra, sendo inaugurado no dia 31 de Janeiro de 1953, com o nome de Colégio Estadual de Campina Grande, pelo governador José Américo de Almeida, que sucedeu Oswaldo Trigueiro após renúncia de cargo em 30 de Junho de 1950.

Um das primeira diretoras do educandário foi a professora Wanda Elisabeth, mãe dos jornalistas Rômulo e Romero Azevedo, expoentes da comunicação cultural em nosso município, como também do Professor Badu Azevedo, responsável pelo resgate histórico do Gigantão na internet.

O educandário tornou-se referência em todo o estado, atendendo à Campina Grande e região, formando grandes nomes, entre homens e mulheres, que fizeram e fazem parte da História do nosso município. Veja abaixo alguns dos alunos ilustres que foram formados pelo Colégio Estadual Dr. Elpídio de Almeida:


Consultas (História e Fotos):

Anexo:

Vídeo da TV Itararé abordando o Estadual da Prata:


12 comentários

  1. Jobedis Magno de Brito Neves on 21 de dezembro de 2010 08:56

    Tenho prazer de novamente me reportar neste site e falar deste colégio onde passei praticamente a minha infância e juventude toda dentro dele. Tenho saudades de tudo, de todos amigos e amigas , ainda hoje guardo comigo fotos de muita gente,(algumas como ex-atleta) sou da turma Ales Lelis, Gumercindo Dunda, Luciano, Nereu, Dinaldo Queiroz entre outros..... Pessoal, este ano, no dia da eleição tive a oportunidade de entrar no colégio, andei por todos aqueles corredores que um dia pra mim foram tão extensos, pude ir até a cantina, o campo de futebol , a escada interna, a escada aberta.... me emocionei. Hoje existe um ginásio logo na antiga entrada é tanta coisa que pude relembrar, que por um instante, voltei no tempo e lembrei de tudo, daquele pátio, de Manga Rosa, de Mazaroppi, Divanize, dos amigos de pelada . Acho que é por isso que hoje sou uma pessoa com maravilhosas lembranças, pois estudei em um colégio, que me ensinou a ser uma pessoa de respeito, honesta e acima de tudo batalhador. Obrigado Gigantão por fazer parte da minha infância!!!!!!! para aqueles que me conhecem, vamos manter contato. Um grande abraço
    Jobedis Magno de Brito Neves
    ex- aluno

     
  2. jose.orlando.bezerra on 6 de janeiro de 2011 10:06

    Jobedis esqueceu de me incluir nessa turma.Abraços

    Pitu

     
  3. Anônimo on 29 de março de 2012 11:43

    JOBEDIS, meu nome é JOSINALDO DE SOUSA, (NALDINHO), hoje moro em Fortaleza.Ce, mas sou paraibano de Catolé do Rocha.PB, e dos 6 anos aos 15 anos, morei em Campina Grande.PB, mais precisamente no bairro da prata, na rua Antenor Navarro, 151, alí perto do BOIÃO, e estudei tambem no estadual da prata, com um colega de turma de nome PEDRO (PEDRINHO) que é canhoro e jogava juntamente comigo no time de futebol de salão infantil do ESTADUAL, bem como no time de HANDEBOL que era treinado pelo professor de educação física de nome GONZAGA, que era militar.
    Bem, acho que vc é o JOBEDIS que eu estou pensando, pois eu jogava no ATLETICO DA PRATA e vc, GILSOSN e outros jogavam no EVERTON do são josé, e por várias vezes ví vc jogar e confesso que o admirava muito pelos seus chutoões com zagueiro do EVERTON e tambem do time do colégio quando jogava nas olimpiadas colegiais, sendo que eu e PEDRINHO e outros que não lembro o nome, jogavamos no infantil e vc já no juvenil ou adulto.
    Tenho muita vontade de ir a Campina tentar rever alguns amigos dessa época, mas esse primeiro contato com vc pode ser o início de tudo pois na verdade estudei mesmo foi com PEDRINHO.
    Caso leia esse comentário, fv informar ao seu irmão que por certo irá se lembrar dessa época.
    Perdí todo contato com colegas de ESTADUAL, mas acho que voces ainda tem esses contatos.
    Fico no aguardo de alguma resposta sobre o assunto, ou até de soutra pessoa que porventura venha a ler esse comentário.
    Atualmente moro em Fortaleza e sou policial civil. (jnalde@bol.com.br).

     
  4. Anônimo on 28 de abril de 2012 11:18

    Esse colégio conhecido de gigantão já naquela época, as vezes acho que proporcionalmente Campina no passado era mais desenvolvida do que hoje.

     
  5. Anônimo on 28 de abril de 2012 16:51

    Estudei nesse colégio no ano de 1985 até 87, fiz contabilidade o meu nome tá na placa.

     
  6. Paulo Gomes on 28 de abril de 2012 17:11

    Tive a honra de tambem estudar neste colosso (o meu nome está listado no 1º)Científco – Turma: “H” Manhã – 1974). Sempre que vou a Campina procuro pelo menos passar nas sua imediações para relembrar aqueles áureos tempos. Acredito,como o companheiro acima, que naquela época Campina impunha no mínimo, mais respeito.

     
  7. Ludy on 1 de maio de 2012 13:02

    Tudo que se refere ao “Gigantão” é grandioso!
    Esqueceram-se da sua banda marcial? Ficávamos a espera para vê-la passar!
    Permita-me ainda:
    Havia duas Bandas Marciais, que entre tantas eram escolhidas como as "melhores." Todas duas do bairro da Prata. Saudades dos desfiles!

     
  8. Ludy on 1 de maio de 2012 13:04

    Tudo que se refere ao “Gigantão” é grandioso!
    Esqueceram-se da sua banda marcial? Ficávamos a espera para vê-la passar!
    Permita-me ainda:
    Havia duas Bandas Marciais, que entre tantas eram escolhidas como as "melhores." Todas duas do bairro da Prata. Saudades dos desfiles!

     
  9. Anônimo on 22 de julho de 2012 15:06

    Tive a felicidade de estudar no Estadual da Prata, turno noturno, nos anos 58 e 59, quando me desloquei para o Recife para preparar-me para o vestibular de Direito. Corpo docente de alto nível e estrutura funcional excelente. William Tejo, Diretor; Manga Rosa, o chefe dos bedéis, Maria do Céu,D. Otília Agra, Max Hans, Josué, Gioia, que magníficos professores! E o que dizer do campo de futebol, onde, aos domingos, jogava com o meu querido Estudantes. Quem esquece a festa da Igreja, com suas barracas, música e namoricos? Quanta aula faltei para participar da festividade! E os colegas de turma: Marcelo Pimentel,Gabriel Agra, José de Assis, Ananias (baleado na virilha em disparo acidental de arma de fogo feito por Gabriel).Quanta saudade!
    Heraldo Borborema - Recife

     
  10. Anônimo on 19 de setembro de 2012 15:44

    Estudei e conclui o Cientifico nesse belo colégio.De onde saíamos para emfrentar o vestibular sem medo e sem precisar de fazer "cursinhos".Esse Colégio era uma referência na educação.
    Osvaldo Pereira-Vadinho-

     
  11. Anônimo on 23 de julho de 2013 17:04

    Gostaria de saber porque não consigo mais acessar o site do colégio... Moro em outro Estado e estou sempre acompanhando os depoimentos. Se puder me responder, agradeço.
    Abraços.

     
  12. Anônimo on 21 de novembro de 2014 12:52

    boa tarde. alguém saberia me dizer pq o nome de "prata" para o bairro?

     


 
BlogBlogs.Com.Br