Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?


Plano da reforma urbanística impetrada pela administração Vergniaud Wanderley, no processo de expansão da Avenida Floriano Peixoto, no dia 18 de outubro de 1940 foi iniciada a demolição da antiga Igreja do Rosário. Devidamente remunerados pela desapropriação, é começada pelo vigário monsenhor Delgado a construção da nova matriz do Rosário, no bairro da Prata, em terreno doado pela família do empreendedor campinense e ex-prefeito municipal (1945-1946) Raimundo Viana.

A Igreja do Rosário foi elevada à condição de Paróquia  em 15 de agosto de 1940  pelo arcebispo da Paraíba, criando a segunda paróquia da cidade; o templo do Rosário já estava vendido para ser demolido.

Durante o período em que durou as obras, as celebrações foram sediadas provisoriamente no antigo Santuário de Nossa Senhora da Guia, a Igreja de Nsa. Sra. da Guia hoje sentada na Praça do Trabalho, no Bairro do São José.

A Matriz foi construída com muito empenho e força de vontade dos paroquianos. Conta-se que muitos, além de donativos, davam a própria mão-de-obra para os serviços.

 Construção da Igreja do Rosário, que é do acervo da família Arruda (dica de Midzene) ,
onde o avô da colaboradora, o sr. Manoel Antonio Arruda, trabalhou como mestre de obras

O primeiro vigário nomeado e empossado, em 1942, foi o Pe. José Trigueiro.

No ano de 1956 o templo fora acometido de um incêndio, dito criminoso, donde o responsável fora detido e confessou a intenção da prática de roubo no local. Vários itens sacros foram consumidos pelo fogo.

Mais uma vez a comunidade se juntou no empenho de recuperar a Igreja de Nossa Senhora do Rosário. A mobilização obteve seu pleno êxito no ano 1959 com a conclusão da recuperação, além da instalação do relógio na torre, fruto de doação dos irmãos Roldão Mangueira e José de Medeiros Camboim.

Curiosamente, cada família que participou das doações dos vitrais têm seus nomes gravados nas peças.

Na belíssima foto aérea no começo da postagem, é possível contemplar a Igreja do Rosário no centro do enquadramento de boa parte daquela área do Bairro da Prata. Como também é possível identificar o Açude Velho ao fundo, bem como o Açude Novo (ainda reservatório d´água) um pouco acima da imagem da Igreja. Um pouco abaixo do Açude Novo está o Mosteiro das Clarissas.
Fonte:
Site da Paróquia do Rosário: http://rosario.org.br

3 comentários

  1. Jobedis Magno de Brito Neves on 17 de agosto de 2010 06:39

    Neste momento ouvindo as melhores musicas da jovem guarda e olhando esta linda paisagem de Campina antiga, canfesso que lágrimas cairam dos meus olhos Observamos lugares lindos como este: a Igreja do Rosario, os açudes Novo e Velho parte do bairro onde nasci - o Bairro do São José e mostrar para o mundo através da internet e a todos os internautas e aos campinense em geral que o que há de melhor está bem diante de nós e não aproveitamos. Parabéns ao portal pelo belo resgate. Somos filhos de toda essa Poesia que Deus criou esta cidade abençoada chamada Campina Grande.

     
  2. Anônimo on 12 de agosto de 2014 13:23

    Saudades do grande Jobedis, um dos melhores colaboradores deste blog.

     
  3. Anônimo on 12 de agosto de 2014 15:02

    Justo resgate.
    Sempre me impressiono com a beleza dessa foto aérea. Agora notei o Teatro em construção. A foto deve ser bem no início dos anos 60.

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br