Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

Wilson Maux
O "Blog RHCG" relembra hoje dois ícones que fizeram história no rádio campinense: o inesquecível Wilson Maux, falecido em 2011 e Joacir Oliveira, que infelizmente nos deixou neste mês de outubro. o registro sonoro é uma entrevista dada por Maux a Joacir, que faz parte do acervo de Gilberto Mota e que foi enviado ao blog por um colaborador ilustre, Fred Ozanan, que já foi alvo das páginas desta reminiscência histórica.

Sobre Maux, reproduzimos este obituário publicado na Folha de São Paulo no ano de 2011:

Ele despertava Campina Grande

ESTÊVÃO BERTONI 

De segunda a sábado, às 4h da manhã, quem tinha o rádio sintonizado na Campina Grande FM podia ouvir o radialista Wilson Silva Maux dizer: "Desperta, Campina".
Era esse também o nome do programa musical que ele apresentava na cidade de Campina Grande (PB), onde morou nos últimos 23 anos.
Nascido em Recife (PE), Wilson era neto de franceses, de quem herdou o sobrenome cuja pronúncia é "mô".
Aos cinco anos, ele, filho de um comerciante, mudou-se com a família para Natal (RN), onde conheceu a mulher. Casou-se aos 18 anos.
Nessa época, participava do teatro estudantil. O irmão de Conceição era diretor do sindicato dos atores e por isso o casal se conheceu.
A carreira como jornalista, Wilson começou após voltar para Recife. Vivia, por sinal, trocando de cidade: estava ora em Recife, ora em Natal.
Por um tempo, morou em São Paulo e no Rio, onde dizia ter conhecido Manuel Bandeira, que sempre lhe pedia para declamar poemas, devido a sua voz de locutor.
Na capital paulista, trabalhou na Excelsior, rádio São Paulo e no "Última Hora".
Atividades com o teatro ele sempre teve, como ator ou diretor. Contava da vez em que, nos anos 60, fez uma seleção no interior de SP para a encenação de o "Auto da Compadecida". No teste, deu o papel de palhaço a uma jovem de 14 anos chamada Regina Duarte. Foi o primeiro trabalho da atriz, revelada ali.
Na segunda, pouco antes de sair de casa para apresentar seu programa, morreu aos 72, após sofrer uma parada cardíaca. Deixa viúva, duas filhas e três netas. 

coluna.obituario@uol.com.br


Joacir Oliveira
Joacir Oliveira, o "Cabeção", foi apresentador de vários programas nas emissoras de rádio de nossa cidade. Com uma bela voz, inclusive com várias vinhetas famosas, Joacir chegou a ser ator no programa radiofônico "Flama", sucesso nos anos 60 e também foi narrador de futebol, onde mesmo sendo trezeano assumido, procurava ser imparcial.

Joacir morreu em virtude de uma embolia pulmonar, decorrente de um transplante de coração.

O áudio a seguir marca o encontro das duas lendas de nossa radiofonia, no programa "Madrugada Alegre" da Rádio Campina Grande FM 93.1. Aproveitamos para agradecer a Gilberto e Fred, a confiança dada ao "Retalhos". Escutem o áudio clicando no link abaixo:



6 comentários

  1. walmir chaves on 22 de outubro de 2014 16:31

    Eu conheci a Wilson Maux sendo menino, em Natal, depois no ano 1964 ele chegou a Campina e se ofereceu para dirigir o TUC, grupo de Teatro Univesitário(Ele tinha dirigido um prupo em Natal) e fizemos 5 peças e ganhamos o primeiro premio no Fstival de Teatro da Paraiba no ano 1965. Vi como ele começou como locutor da Radio Borborema e me lembro perfeitamente como ele contava história fantásticas da sua vida. Parecia que vivía em outra realidade. Como um menino com muita imaginação! Escutar esta entrevista me transporta a aquela época e não sei se rir ou chorar. É como um discurso de un inconsciente que disse besteiras inventadas no momento como muita seriedade que todos acreditam.Acho que de real tem só as datas..

     
  2. Zelma Alves on 23 de outubro de 2014 08:48

    Difícil nos dias de hoje encontrar pessoas assim, Joacir adorava ouvi-lo, dono de uma belíssima voz, pessoa humilde, sensata, prudente, coerente e sabia muito usar as palavras, difícil machucar alguém com elas, senso de humor extraordinário, morria de rir com ele, fiquei muito triste não poder mais ouvir sua voz mas Deus sabe todas as coisas, força aí familiares!!!!!!!

     
  3. Luano Castro on 23 de outubro de 2014 08:49

    Grande Radialista Wilson Maux, deixa saudades!!!!!!!!!!!!!!!!!!

     
  4. Anônimo on 31 de outubro de 2014 22:25

    Em nenhum momento foi dito, tão pouco ele, que Maux fez uma ponta no filme Menino de Engenho em 1965...

     
  5. Jorge on 14 de dezembro de 2014 21:07

    Fui fã dos dois!!!
    Seres humanos cativantes, profissionais de extrema competência e total dedicação.
    Muitas saudades de Maux e Cabeção.

     
  6. Anônimo on 27 de outubro de 2016 09:22

    O "Cabeção" tinha uma turma lá do Zepa. Quem não lembra da La Ursa?

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br