Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?





Hilton Motta
A primeira rádio FM (Freqüência Modulada) de Campina Grande foi a 93.1, que recebeu o nome de “Rádio e Televisão Campina Grande FM”. Foi fundada em 21 de outubro de 1978 por Hilton Carneiro Motta, um dos pioneiros da radiofonia campinense. No arquivo do “RHCG”, pode-se escutar um debate sobre a história de nossa rádio, com efetiva participação de Hilton Motta (CLIQUEM AQUI).

A “Rádio dos Motta”, sempre procurou inovar em sua maneira de transmitir eventos. Por exemplo, a transmissão de partidas de futebol hoje comum nas FMs da cidade, já era algo corriqueiro para a “93.1” no ano de 1989, quando o Treze estava disputando o Campeonato Brasileiro da Série B. O saudoso Hilton Motta em alguns casos, chegava a passar o domingo inteiro conclamando o povo de Campina Grande para comparecer aos jogos.

Outra lembrança eram os “reveillon” do povo campinense, que ficavam se confraternizando com os familiares e amigos, até a esperada virada do ano, sempre na voz vibrante de Hilton Motta, quando após a contagem regressiva para o ano novo, anunciava o tradicional apagar das luzes da cidade, epopéia promovida pela CELB, que corria o risco de proporcionar a cidade um perigoso apagão, porém, para quem viveu a época, inesquecível.

De relembrar também, a tradicional “Ave Maria” das 18 horas, que ainda hoje é executada após o “De Colores”. Escutem ambos os temas:




Outra preocupação da tradicional emissora campinense foi à constante atualização de seus equipamentos. No “scan” abaixo fruto de pesquisa no Diário da Borborema, uma reportagem de 1982 mostrando o investimento em seus estúdios (cliquem para ampliar):



Convém frisar que a Rádio Campina Grande foi à pioneira no uso do CD (Compact Disc) em Campina Grande, demonstrando sua atenção as tendências modernas.

Para a geração 80 e 90 de nossa cidade, alguns programas da Campina Grande FM ficaram marcados. No programa “A Música do Ouvinte”, na era pré CD e MP3, era praxe se ficar com o som ligado com uma velha fita cassete esperando aquela música de sucesso para dar o “REC” e gravar. A gravação geralmente vinha com a voz do locutor e tudo, geralmente “Jorgito DJ” ou “Toninho Lima”, vozes marcantes da radiofonia em FM de nossa cidade. As fitas seriam usadas para os encontros de amigos, festas e até mesmo para se promover aquele clima romântico, com as namoradas da época.

Falar em romance, como não se lembrar do programa “93 by night”. Virou mania, pois os apaixonados mandavam os recados de amor para serem lidos no programa. Quem não se lembra do chavão: “Se amar é viver, vivo por que te amo”. Todo dia saía essa pérola. Relembrando o  “93 by night”, escutem abaixo um pequeno trecho datado do ano de 1991:


Fonte: http://www.youtube.com/user/BATISTADUARTE1703

Com a facilidade da Internet em se obter praticamente qualquer tipo de áudio (leiam-se músicas), as rádios tiveram de se “reinventar”. A Campina Grande FM, por exemplo, tornou-se uma rádio mais informativa, com programas jornalísticos, políticos, sem esquecer, porém, do entretenimento.

Graças à genialidade de Hilton Motta, um profundo apaixonado pelas coisas de Campina Grande, nossa cidade tem a honra de contar por mais de 30 anos com a excelência de uma grande emissora, que marcou com sua programação a vida de várias gerações de campinenses.

Fontes Utilizadas:

http://www.campinafm.com.br
Diário da Borborema (Acervo)
Arquivo Pessoal
http://www.youtube.com/user/BATISTADUARTE1703

15 comentários

  1. Aninha on 15 de outubro de 2011 19:14

    Eu me lembro desse "inédito" bordão do "93 by Night": Metade dos jovens que mandavam recados para seus pretendentes, utilizavam o verso acima... e a outra parte recorria ao verso seguinte: "Se eu pudesse contar as estrelas, contaria. Se eu pudesse juntar a areia do oceano, juntaria. Se eu pudesse colorir o céu, eu te diria
    O quanto eu te amo" - Era BREGAAAA, mas funcionava. Muitos pirralhos nasceram do 93 by Night!! kakakakakaka.

     
  2. Valfrêdo Farias on 16 de outubro de 2011 11:21

    Lembro da fase experimental da Campina Grande FM, era fantástico. Em princípio, funcionava reproduzindo programação gravada da Transamerica FM, e realmente era diferenciada. Programas como o Dancing Nights com Jean Carlos Secci, Playlist ou Non Stop Music, faziam a diferença e mantinham os campinagrandenses informados das tendências mundiais. Depois, infelizmente a rádio assumiu uma programação local e popularesca, para não perder terreno em relação às outras duas emissoras da cidade, que também são terríveis. É incrível como Campina Grande, pelo polo educacional e de desenvolvimento tecnológico que é, não possuir investimentos reais em novas emissoras de rádio. Há cerca de vinte anos que temos apenas três rádios fm oficiais, um absurdo, e todas com programações populares, sem segmentação, quando temos muita gente de diferentes culturas e lugares que moram aqui e têm carência de boas rádios. Mas sigamos, em todo caso parabéns Campina FM, por mais um aniversário, vocês fizeram parte de minha infância.

     
  3. Marcos on 20 de novembro de 2011 21:52

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  4. Marcos on 20 de novembro de 2011 21:54

    Essa música é interpretada por Stivie Wonder e se encontra no LP "Someday at Christmas" em 1967. Lembro-me que após essa música, Hilton Motta anunciava o prefixo da emissora.

     
  5. Anônimo on 21 de outubro de 2013 13:07

    Só uma observação: a emissora foi a primeira FM do estado da Paraiba, não só de Campina.

     
  6. Anônimo on 21 de outubro de 2013 19:05

    Justa homenagem. Foi uma das primeiras FMs do Nordeste.

     
  7. Anônimo on 22 de outubro de 2013 13:46

    alguém me tire uma dúvida, em seus primórdios a CG FM foi na frequência de 95,5 ?

     
  8. Paulo Gomes on 24 de outubro de 2013 13:01

    Fantástico e inesquecível era o programa dominical "Classicos Eternos" apresentado pelo próprio Hilton Motta. Lembro-me que uma vez ele apresentou a obra "Vinho, Mulheres e Canções" de Strauss em uma gravação em "corte direto", ou seja, sem remasterização ou outros aditivos sonoros, esta teconologia, na época, estava revolucionando as gravações de música erudita. Até pouco tempo atrás tinha essa gravação em fita cassete de boa qualidade (metal tape) que infelizmente, se perdeu em uma das minhas mudanças de estado, por este Brasil afora.

     
  9. Guilherme Jorge Dantas (DJ Jorgito) on 31 de outubro de 2013 08:28

    Ter conhecido e aprendido muito com os ensinamentos do eterno Mestre Hilton Motta, ter dado minha modesta contribuição para a história dessa Emissora (uma verdadeira Escola do Rádio), são motivos que muito me orgulham.
    Que alegria poder contar com esse Blog para reviver tempos inesquecíveis, maravilhosos... Um grande abraço deste leitor assíduo e fã do "Retalhos Históricos".

     
  10. RHCG on 12 de agosto de 2014 14:39

    Jorgito, gostaríamos de entrar em contato com você. Mandamos uma mensagem para seu facebook.

     
  11. Alex Soares on 27 de novembro de 2014 18:51

    Meus mais sinceros parabéns ao pessoal do Retalhos. Vocês mantêm acesa a memória e viva a história dessa cidade em que me orgulho de ter nascido. Campina Grande, a Rainha, a minha amada Rainha.

     
  12. Anônimo on 29 de dezembro de 2014 00:15

    Pessoal do RHCG, a versão da música DE COLORES que toca no domingo é diferente dessa da semana. A do domingo é uma marchinha mais animada. Será que tem como conseguir?? Essa música traz boas recordações dos passeios de domingo com a minha mãe.

     
  13. Rodolfo Scott on 26 de abril de 2015 17:49

    Eu também queria saber como arrumar essa versão de DE COLORES que tocava só no domingo. Também me traz ótimas recordações e eu tenho como tradição ouvi-la no domingo mas a rádio campina Grande tirou há pouco tempo. Gostaria muito de tê-la gravado já que provavelmente a rádio não colocará de volta.

     
  14. Anônimo on 24 de março de 2016 00:46

    lembro (acho que ate hoje toca) uma vinheta nos intervalos comerciais do programa 93 by night.. que era uma campanha para os motoristas. e tinha uma musica bem legal no fundo. se eu nao me engano começava com ''motorista, voce que dirige a 120 km horarios...''
    se alguem souber algo, me ajude a encontrar essa vinheta. obrigado rhcg

     
  15. Rômulo Azevêdo on 21 de outubro de 2016 10:58

    Parabéns para a Campina FM nesta data querida.
    Meu primeiro contrato profissional como jornalista foi lá, fui convidado pelo saudoso Hilton Mota(no distante ano de 1981)para fazer o programa de variedades, "Alto Falante" apresentado por mim e Flávio Barros(um campinense que foi locutor da BBC de Londres)nas tardes de domingo.
    Depois fui para a Tv Borborema(1983)e fiquei lá até o final de 1985 quando fui convidado de novo por Hilton para retornar a Campina FM.
    Na volta produzi e apresentei por muitos anos o programa "Revista Cultural"(este programa começou em novembro de 1985 durante uma passagemn minha pela rádio Caturité. Era um dos quadros do "Jornal de Verdade" que também começou por lá.)nas manhãs de sábado.
    Neste meu retorno, minha atividade principal na emissora era produzir, editar e dirigir o "Jornal em FM" outro pioneirismo de Hilton que topou(por sugestão minha)inaugurar o horário jornalistico do meio-dia aqui em Campina(naquele tempo as emissoras reservavam o horário do meio-dia para tocar "músicas para o almoço" sem intervalo.
    Quem dominava a audiência no horário era as emissoras AM com as resenhas esportivas.
    O próprio Hilton não acreditava que as pessoas tivessem interesse em ouvir noticias e entrevistas naquele horário.
    Todos os programas jornalisticos eram apresentados pela manhã bem cedo( a partir das seis horas da manhã)
    Mesmo assim iniciamos a novidade e foi um sucesso,e algum tempo depois as outras emissoras passaram a produzir seus programas jornalisticos na faixa do meio-dia.
    A equipe pioneira do "Jornal em FM" era formada por Flávio Barros e Inaudete Amorim(apresentadores)Timoteo de Souza(reporter geral)Joãozito Silva(repórter esportivo)e eu como editor e diretor geral.
    Fiquei na função até dezembro de 1986 quando fui convidado por Arlindo Almeida para implantar o jornalismo na Tv Paraíba e deixei a Campina FM.
    Longa vida para a nossa querida/pioneira CAMPINA FM!!!!

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br