Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

Entre tantas histórias da boemia de Campina Grande, algumas figuras se tornaram verdadeiros mitos entre as lembranças daqueles que aproveitaram os áureos tempos de vida noturna em nossa cidade.

Sejam artistas, figurões frequentadores das casas noturnas, poetas,  damas da noite... os registros estão repletos de nomes que se destacaram em algum ponto discutido.

Ao passo em que nos comprometemos com o resgate de alguns desses nomes neste Blog futuramente, apresentamos o curioso relato postado no site "Revista Eletrônica Catorze", de conteúdo Cultural do estado doRio Grande do Norte, editado por Fábio Farias, Beto Leite e Ramon Ribeiro, sobre uma figura que marcou a boemia da cidade de Natal-RN, chamada "Maria Boa", personagem egressa da cidade de Campina Grande.

Maria Boa foi dona daquele que foi considerado o maior bordel de Natal. Personagem dos mais conhecidos do folclore natalense, dizia que sua ‘casa de drinks' era a preferida dos soldados norte-americanos durante os anos 50 e, posteriormente, pela high society potiguar.

Muitas são as fontes virtuais de informações sobre Maria Oliveira de Barros, a Maria Boa, basta que usemos o mecanismo de busca do Google para encontrar vários ambientes virtuais dedicados ao resgate da sua História.

Clique no ícone abaixo para ser direcionados ao site Revista Catorze.



2 comentários

  1. walmir chaves on 11 de agosto de 2013 04:35

    Que coincidencia: Faz apenas alguns días, falando com um primo de Natal, relembramos a sua iniciação sexual no cabaré de Maria Boa. Foi levado por outro primo mais velho que era un cliente assíduo desse prostíbulo!Todos o primos menores(e são muitos!)foram iniciados ali, algunos con 13 e 14 anos...
    Maria Boa era um ícone sexual dos Natalenses!
    O cabaré estava situado na subida para a cidade alta (No Balde)e a casa dos meus primos estava sòmente a uns 200 metros...Eles pernoitavam ali e cedinho corriam para casa, ninguém percebia!
    Eu estudei em Natal dos 13 aos 16 anos...

     
  2. Anônimo on 26 de janeiro de 2016 02:10

    Fama aqui da Maria Boa, campinense famosa que liderou a noite da boemia de Natal nos anos 50,60,70.
    Mas ninguem aqui lembra da nossa querida Anita, do famoso Cabaré de Anita no Serrotão, onde a nata do empresariado frequentava, corria o boato que e uma noite concorrida ela leilou a virgindade de sua própria filha, um menina loura linda de 15 anos de idade! ficou rica nesse dia! a menina foi arrematada por uma fortuna!
    o cabaré de Anitrá faz parte da historia boemia de Campina nos anos 60, 70 mirou homem lá ...muita gente que lê esse blog sabe quem foi Anita, muita gente perdeu a donzelice com suas belas mulheres na noites frias de Campina..

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br