Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

Antônio Fernandes Bióca foi o fundador de uma das maiores paixões do povo de Campina Grande, o Treze Futebol Clube. Em 07 de setembro de 1925, em sua residência na Rua Irineu Jóffily, 13 abnegados se reuniram para a fundação desse glorioso clube, que tantas alegrias trouxe a nossa cidade.

O escritor da mais famosa publicação sobre o Treze, Mário Vinicius Carneiro, esteve com Bióca em 1995, quando gravou a estrevista que estamos disponibilizando, sob o consentimento do autor, cedida com exclusividade para esse blog.

Bióca e Professor Mário em 1995


Observamos, que mesmo com a idade avançada, Bióca estava lúcido e a entrevista foi repleta de fatos reveladores sobre a história do futebol paraibano em geral. Agradecemos mais uma vez ao professor Mário, pela confiança depositada.

6 comentários

  1. Herbert on 10 de dezembro de 2009 13:37

    Valeu pessoal, obrigado pela raridade.

     
  2. Emmanuel Sousa on 10 de dezembro de 2009 15:08

    Há um registro contando que Bióca nos anos 10, época em que trouxe a primeira bola de futebol para Campina Grande, fora detido, por estar trajando vestes impróprias aos costumes da época. Bióca, homem feito, estava jogando futebol vestindo um calção (tipo bermuda) na altura dos joelhos, no campo da "pelada" que ficava onde hoje é a Rua João Pessoa! Que tempos...

     
  3. Anônimo on 12 de dezembro de 2009 14:50

    O prof. Mário é uma autoridade quando o assunto é a história do Treze F. C.

    Parabéns!

     
  4. Jobedis Magno de Brito Neves on 2 de setembro de 2010 08:48

    Segundo o historiador Mário Vinícius Carneiro, no livro GALO 80 ANOS, este fato aconteceu em um racha realizado na Rua Felizardo Leite, atual Rua João Pessoa em frente a onde fica hoje o banco HSBC no entroncamento das atuais ruas João Suassuna e João Pessoa, no centro da cidade. Participaram deste racha junto com Bióca um grupo de amigos entre eles estavam Tertuliano Souto, Severino Almeida (Cabeçada), Venâncio e José Eloy entre outros jovens da sociedade campinense.
    Este “racha” foi interrompido pelo Delegado da época de nome Joaquim Henrique, que com uma patrulha proibiu o jogo e furou a bola com um sabre, alegando que não admitia ninguém nu pelo meio da rua (os rapazes usavam um calção um pouco acima dos joelhos). Depois deste episódio Bióca foi em João Pessoa falar com o comandante da policia e narrou o fato ao mesmo. Bióca levou consigo a bola rasgada. O comandante era um homem distinto e esclarecido, não só pediu desculpas em nome da policia como fez uma carta ao delegado de Campina Grande informando que o novo esporte era permitido em todo território nacional, era um novo esporte ainda mais, determinou que fosse descontado no soldo do delegado o valor da bola que fora rasgada. Bióca de posse do dinheiro comprou uma nova bola e regressou para a cidade.

    Parabens pela lembrança Campina Grande deve muito a esta grande personalidade que foi o Bioca " o homem que trouxe o futebol para nossa cidade.

     
  5. Anônimo on 2 de setembro de 2010 16:08

    Bióca deveria ter uma estátua em alguma praça. Por causa dele existe as duas maiores paixões de Campina Grande: O Treze e o Campinense.

     
  6. Anônimo on 23 de novembro de 2012 12:53

    Se pode ler este livro por internet?

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br