Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?


Atualmente, a maior preocupação dos habitantes de Campina Grande é com a iminente crise hídrica, com o desabastecimento pelo Açude de Boqueirão.

Historicamente, o assunto "água" sempre esteve na pauta dos problemas de Campina Grande, gerando o surgimento de soluções com as construções dos Açudes Velho, Novo e Bodocongó, além da investida com Vaca Brava.

Com a construção do Açude Epitácio Pessoa, imaginava-se que o problema estava sanado; hoje essa condição nos impõe uma grande preocupação!

O BlogRHCG resgatou uma menção ao Projeto Multilagos, lançado pela PMCG, em 1993, que aproveitaria as águas das chuvas que caem em Campina Grande, em um cinturão de reservatórios ao redor da cidade; "Seriam 15 (quinze) açudes de grande porte, objetivando formar uma grande reserva d'água (100 milhões de m³), aproveitando e armazenando as águas pluviais que aqui caíssem, buscando amenizar a aridez e ainda incentivar o desenvolvimento produtivo e o lazer."

O Vereador João Dantas tomou nosso resgate como bandeira de luta e, neste momento, nos orgulhamos de não só resgatar um momento pretérito bem como impulsionarmos uma possível solução para nosso Histórico problema com o abastecimento d'água, que provocaria - ou provocará-, um imenso prejuízo sócio-econômico em toda a Região da Borborema, principalmente nas 19 cidades abastecidas pelo Açude de Boqueirão.



1 Comment

  1. Edmilson Rodrigues do Ó on 20 de agosto de 2015 20:15

    Quando da inauguração do complexo Boqueirão/Adutora, o Presidente Juscelino Kubitschek foi enfático no seu discurso quando proferiu uma frase histórica e que, coincidentemente ou não, tornou-se profética mais de meio século depois. "...CAMPINA GRANDE NÃO MAIS ENFRENTARÁ PROBLEMAS POR FALTA d'ÁGUA NO DECORRER DOS PRÓXIMOS CINCOENTA ANOS..." Naquela época o Açude Epitácio Pessoa acumulava 540.000.000 m3 quando Campina Grande tinha talvez a metade da população atual. Nos dias atuais o assoreamento reduziu esse volume para 411.000.000 m3, quando o açude abastece um milhão de pessoas. Portanto, está caracterizado que houve descaso do poder público em todas as esferas. Culpa? Nossa, o povo! Somos acomodados... A exemplo do que diz a Constituição norte americana, "Todo poder emana do povo e pelo povo será exercido". Aqui, procedemos exatamente o inverso. Na concepção do nosso povo, todo poder emana dos políticos e por eles será exercido; a nós, o povo, compete: votar, trabalhar, produzir o máximo, gerar PIB, pagar impostos e subsidiar programas populistas que, além de proliferar a vagabundagem generalizada gera um mega sistema de corrupção. Aí está, dentre tantos outros casos paralelos o principal deles que nos conduziu a este caótico colápso hídrico. Boqueirão nos deu o alerta porquanto este já é o segundo racionamento que enfrentamos. Infelizmente, ninguem fez nada...

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br