Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?



“Alô, alô, minha Campina Grande, quem te viu e quem te vê, não te conhece mais!”

A Rainha da Borborema supera seu primeiro ano após o sesquicentenário da mesma forma que atingiu a marca comemorada ano passado; demonstrando uma dependência sobremaneira dos Poderes Públicos para os ‘grandes’ investimentos, ainda tão insuficientes quanto a grandeza da Rainha exige...

Neste dia, em que comemoramos os 151 anos de Emancipação Política da cidade de Campina Grande, celebramos o entusiasmo e o empenho de inúmeros homens e mulheres que viveram e trabalharam, ao longo da sua História, para torná-la verdadeiramente grande, “Gigante por sua própria natureza”, como diria a letra do Hino Nacional Brasileiro.

Hoje, no entanto, evidenciamos uma Campina Grande bem distante do panorama cantado em verso e prosa, da cidade próspera e pujante de outrora. Nossa antiga Vila Nova da Rainha, há algumas décadas , já não seduz grandes investidores, nem grandes indústrias... algumas franquias de grandes marcas, duas ou três lojas de redes nacionais, talvez, mas nada com Capital Social genuinamente campinense.

“Campina Grande, tá bonita, tá mudada; muito bem organizada e cheia de cartaz!!”

A letra acerta, em parte. Qualquer foto panorâmica de nossa cidade mostrará uma área urbana tendenciosamente verticalizada, contradizendo visualmente com o cenário econômico real, que condiz um Município de interior, com despesas de metrópole mas, com arrecadação de cidade pequena.

Em nosso presente ressalta-se uma das maiores crises hídricas já enfrentadas em todos os tempos,  que nos leva a pensar "o que será de nós quando o Açude Epitácio Pessoa secar totalmente?", sem falar na crescente ação de marginais, provocando uma profunda sensação de insegurança... Há quem diga que nada disso está ocorrendo!

O que esperar dos próximos cinqüenta anos de uma cidade que sobrevive à mercê das conveniências de grupos políticos imiscíveis, mesmo quando os seus projetos, convergem na “intenção” de cuidar e desenvolver nossa Rainha?!

Comemoremos, pois, todas as glórias do passado e seus mais devotos benfeitores, bem como sua população, fixa e flutuante, que continua fazendo de Campina Grande um lugar aprazível à quem aqui aporta, para morar, para estudar, para trabalhar.

Por todos os que passaram por esta vida e dedicaram um pouco dos seus dias ao propósito de tornar Campina, verdadeiramente, Grande, dedicamos este dia 11 de Outubro, quando nossa "Emancipação Política" (sic!) completa 151 Anos!

Foto:Cláudio Góes

6 comentários

  1. walmir chaves on 11 de outubro de 2015 12:13

    É a primeira vez que vejo uma foto desses tres edificios do açude velho acabados. É bonito, porem acho que deviam evitar esse assombroso crescimento vertical no centro de Campina. Não é necessário nem sadio para a população! E sobre a insegurança na nossa cidade são responsaveis a policía e a prefeitura. Se esses dois organismos trabalhassem com seriedade e harmônicamente não ficava nem um só malfeitor na cidade!

     
  2. Antônio Marques on 11 de outubro de 2015 13:40

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  3. Antônio Marques on 11 de outubro de 2015 13:44

    Enxergo com essas mesmas palavras a real situação que Campina hoje vivência. A verticalização da cidade nos trás problemas e trará mais ainda num futuro próximo, haja visto que essa é a tendência que as cidades do mundo todo seguem. Como eu vi num telejornal aqui da cidade; um entrevistado falou que CG é uma cidade pequena enxerida a ser cidade grande. E realmente é o que parece, nesses 151 anos nós campinenses temos muito do que nos orgulhar, são inúmeros os progressos desta cidade, mas, temos muito do que nos entristecer também; diante dessa guerra de insegurança que vivemos 24h por dia, fica difícil usufruir do que essa cidade tem a oferecer, já disse Freud, que o medo é o pior inimigo que possa existir. Enquanto a crise hídrica vejamos exemplos de países que vivem praticamente o ano inteiro sem chuvas e mesmo assim enfrentam essa situação com maestria, se hoje é possível colher morangos no deserto, porquê nós não conseguimos estocar água para o decorrer do ano, e por quê não fazemos bom uso das águas de açude que estão com quase 100% da sua capacidade. Culpar é tão fácil quantos lavar as mãos antes de uma refeição, mas é difícil mantê-las limpas durante todo o dia. Somos nós que fazemos essa cidade, com o nosso trabalho, o imposto muito caro que "investimos" aqui. A Reivindicação tem que ser nossa, e não podemos esperar que um político ou uma polícia nos proteja e tão pouco melhore a nossa queria Campina. Porém, diante de tudo deixo explícito o meu orgulho dessa joia da borborema, e que tenhamos mais com o que nos orgulhar desse que é pra mim um berço sagrado!

     
  4. Bráulio Nóbrega on 11 de outubro de 2015 14:04

    Apesar de tudo, EU TENHO ORGULHO DE TER NASCIDO E DE MORAR NESTA TERRA.
    Amada Campina Grande.

     
  5. Edmilson Rodrigues do Ó on 11 de outubro de 2015 21:44

    Parabéns minha querida Campina Grande pelos seus 151 anos de emancipaçao política. Com relação a críse hídrica que se agrava dia-a-dia, eu já expressei o meu ponto de vista anteriormente. Porém, com referência a violência e a criminalidade que muito embora não seja uma exclusividade de Campina Grande mas um gravíssimo problema de abrangência nacional, eu acredito que não seja uma omissão apenas da Policia e da Prefeitura; é de profundidade mais ampla. Se nós observarmos as Leis que regem a matéria chegaremos a louca e triste convicção de que o estado está subsidiando sutilmente o crime organizado no intuito de desestabilizar a sociedade. Vejamos por exemplo o Estatuto de Desarmamento; criminalizar o armamento defensivo e virar as costas para o ofensivo. Resultado: Fragilizou a sociedade civil e fortaleceu o submundo da criminalidade. Por outro lado, temos o famigerado Estatuto da Criança e do Adolescente assessorado pelo não menos intolerável Direitos Humanos. Esses "Adolescentes" de 18 anos podem praticar tudo que lhes passe pela cabeça com uma única excessão; responder pelos crimes que eventualmente venham a praticar. Consequentemente, formam um poderoso "exército" a serviço do narcotráfico e do crime organizado em razão da sua total imunidade legal. Como se não bastasse tudo isso, um presidiário, se condenado, o seu eventual tempo de reclusão será considerado para efeito de aposentadoria, e, paralelamente passará a ter um salário superior a um salário mínimo pago a um trabalhador honesto, correto e que contribui para o engandecimento do nosso Brasil. Enquanto isso, os nossos CONGRESSISTAS e o GOVERNO CENTRAL relaxam as Leis no sentido inverso ao avanço da criminalidade. Diante desse quadro aterrador, muito pouco ou quase nada a Prefeitura e a Polícia podem fazer, pois além do efetivo insuficiente, as Leis protecionistas lhes subtrai toda e qualquer condição de solucionar o problema. Resumo: A Policia prende, o Judiciário solta...! Culpa? o PODER EXECUTIVO e o CONGRESSO NACIONAL.

     
  6. Marshal lion on 12 de outubro de 2015 11:15

    Tenho muito orgulho de pertencer não somente a essa nação, "BRASIL", como tenho de ser Nordestino, morar na Paraíba filho da cidade mais linda do mundo, CAMPINA GRANDE! Tenho muita alegria de ser daqui, onde estiver por onde andar, terei orgulho de dizer;"Sou paraibano de Campina Grande! Parabéns Campina Grande pelo seus 151 anos!

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br