Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

A Gazeta do Sertão, um dos jornais mais famosos da cidade, foi fundado por Irineu Ceciliano Pereira Joffily e Francisco Soares Retumba, com o primeiro número circulando na cidade em 01 de agosto de 1888. Na primeira fase da Gazeta do Sertão, o jornal era político, fato este que acabou culminando em seu fechamento pelo primeiro governador (presidente) da Paraíba, Venâncio Neiva.

Edição nº 10 de 02/11/1888

Hortênsio Ribeiro, advogado e jornalista, tentou em 1923 dar continuidade ao importante veículo, porém, novamente o mesmo seria fechado no ano seguinte.

Hortênsio Ribeiro

Em 25 de maio de 1981, quase 100 anos após ser fundado, a Gazeta do Sertão retornava as suas atividades. Com a direção de Edvaldo do Ó, na liderança de um grupo formado por Alberto Macedo, Silas Marinho e José Luis Júnior, o jornal tinha como proposta ser "reivindicatório", como bem disse Itan Pereira em sua obra “Edvaldo do Ó: Um Tropeiro da Borborema”. Na mesma obra, Itan cita os valores que o jornal revelou: Helder Moura, William Monteiro, Severino Medeiros, Maciel Gonzaga, Jesimiel Ferreira, entre outros.

O jornal em sua última fase, até seu fechamento em definitivo, esteve localizado na Rua Cazuza Barreto, na Estação Velha, no prédio onde hoje está situado a STTP (Superintendencia de Transito e Transportes Públicos, de Campina Grande).


Antiga sede do jornal (atual STTP)

O prédio em 2009


Fontes Pesquisadas:

-Arquivos Pessoais
-Edvaldo do Ó – Um Tropeiro da Borborema de Itan Pereira

1 Comment

  1. Anônimo on 22 de outubro de 2015 18:23

    Acervo da Gazeta do Sertão de 1888 pode ser consultado na Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, entre dezenas de outros jornais brasileiros dos séculos IXX e XX.

    memoria.bn.br


    Alberto Cavalcanti

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br