Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?


A foto mostra a visão das portas de entrada e fachada do Cine-Theatro Capitólio, inaugurado em 20 de Novembro de 1934 por Olavo Wanderley, família tradicional nos empreendimentos da "Sétima Arte" na Paraíba.

Olavo Wanderley herdou a Cia. Exibidora de Filmes,  do seu sogro o Sr. Alberto Leal do Rio Grande do Norte, que já detinha as salas Royal e Potytheama funcionando no vizinho estado. O 'know how' que a empresa lhe forneceu possibilitou instalar cine-theatros em Campina Grande, João Pessoas e outras cidades do interior.

Em Campina Grande, especificamente falando, o Cine-Theatro Capitólio era considerado o maior e mais moderno do estado, possuindo uma das mais bonitas estruturas físicas (projetado por "Mestre Abílio") e contando com 1.000 lugares para acomodação de expectadores.

No dia de sua inauguração, 20 de Novembro de 1934, foi exibido o filme "Cavadouras de Ouro",  musical estrelado pelos atores americanos Dick Powell e John Blond.

O cinema foi construído no terreno por trás da Igreja de Nossa Senhora do Rosário (vista ao fundo na imagem), onde funcionava a sede da Sociedade Beneficente Deus e Caridade. Portanto, sua entrada era de frente para a Rua Irineu Joffily.

Além da exibição cinematográfica, o Capitólio era o "multiplex" daquela época, sendo palco dos grandes eventos teatrais, festas sociais, políticas e culturais.

Lá discursaram Carlos Lacerda, Assis Chateaubriand, além das apresentações artísticas dos cantores Dalva de Oliveira, Caubi Peixoto, dentro outros inúmeros acontecimentos que evidenciaram a grandeza do espaço ocupado pelo Cine Capitólio em nossa cidade, durante os anos em que reinou absoluto como casa de espetáculos, até a inauguração do Teatro Municipal Severino Cabral, em 1963.


As exibições cinematográficas do Cine Capitólio encerraram-se ao final da década de 90, onde a sala fora transformada no Cine-Pornô de Campina Grande, decretando o ocaso daquele que fora a maior sala de espetáculos do estado por três décadas, desde sua inauguração.

Atualmente não funciona nada nas dependências do prédio. A cobertura já ruiu, havendo somente as quatro paredes - literalmente - sendo degradado pelas intempéries ano, após ano, estando inclusive condenado pelo CREA.

Fonte Pesquisada:
LOPES, Dougllas Pierra J. da Silva. "Cinema em C.Grande: Cine Capitólio o Moderno 
e Suas Várias Facetas (1934 - 1949)

A TV Paraíba realizou uma reportagem alertando para o abandono dos prédios dos cinemas de nossa cidade:

3 comentários

  1. Anônimo on 20 de novembro de 2014 15:40

    Duas correções no texto: o nome do filme inaugural é "Cavadoras do Ouro" e não "cavaleiros".
    O teatro Severino Cabral foi inaugurado em 1963(próximo dia 30 completa 51 anos)e não em 1962.
    Um curiosidade; no dia 15 de novembro de 1934 foi feita uma sessão especial para convidados, entre estes o interventor Argemiro de Figueiredo, apresentando o novo cinema.
    Em 1994, durante as comemorações dos 60 anos do cinema Capitólio, esteve aqui em Campina Alice Gonzaga filha do produtor carioca Adhemar Gonzaga dono da Cinédia, que produziu um dos maiores sucessos do cinema brasileiro "O Ébrio" com Vicente Celestino, filme exibido naquela ocasião.

     
  2. BlogRHCG on 20 de novembro de 2014 15:46

    Retificações procedidas, agradecemos a colaboração!
    BlogRHCG

     
  3. Anônimo on 20 de novembro de 2014 20:40

    Só uma pergunta: qual era o filme que estava sendo exibido no dia em que tiraram essa foto ?

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br