Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

Agradecendo pela gentileza do Colaborador Welton Souto Pontes, que comumente nos brinda com preciosidades fotográficas, na postagem de hoje são apresentadas três raríssimas fotos as quais, segundo Welton devam ser da Década de 60. 

São imagens curiosas pertencentes a algum (extinto) registro do Departamento de Viação e Obras do Município. A primeira foto mostra as fundações do que viria a ser o Terminal Rodoviário Cristiano Lauritzen, a Rodoviária Velha. As outras duas mostras a construção do canal nas imediações do Hiper e da Estação Velha.




5 comentários

  1. Mário Vinícius on 18 de setembro de 2011 12:59

    Recordo das ruínas da edificação da segunda foto. Ela ficava por trâs do atual posto de gasolina que hoje está na Rua Almeida Barreto. Pode-se observar, bem no canto esquerdo a Estação Velha, também em ruínas. A estrada de ferro que seguia para o lado direito era utilizada nas manobras da locomotiva e, quando isso acontecia, o trânsito na Almeida Barreto era interrompido, pois o veículo ferroviário seguia por um espaço que quase alcançava a Ruia João Moura.

     
  2. mario Vinicius on 18 de setembro de 2011 13:08

    Sobre a primeira foto, a construção no topo, no lado esquerdo, acredito ser o colégio das Lourdinas. Se fosse o Seminário, seria mais à esquerda. A casa branca, no horizonte e um pouco ao centro da foto, é hoje vizinha ao Picanha 200, na Av. Manoel Tavares.

     
  3. mario vinicius on 18 de setembro de 2011 19:15

    Quanto à terceira foto, ela é de meados dos anos 70, uma vez que já existia o prédio da Embratel, visto ao fundo, e que foi construído entre 1974/75.

     
  4. QUIEL on 18 de setembro de 2011 19:30

    Isso é uma postagem que merece aplausos. Quem faz um trabalho desse deveria ter mais incentivo. Mas, é isso. Vocês estão de parabéns e cada vez melhor.Um abraço.

     
  5. Anônimo on 29 de dezembro de 2011 21:39

    Me lembro das ruínas da segunda foto. Elas desapareceram por ocasião da construção do Hiperbompreço, não sei se devido a construção do mesmo (sic). Talvez uma mera coincidência.
    Hoje necessitamos de fotos dos antigos armazéns (?) que estão em processo de dilapidação. O IPHAEP só autoriza a reforma se a arquitetura for condizente com a da época de 1907. Será que estas ruínas não estão de acordo com a atual arquitetura dos atuais armazéns? Quem teria fotos antigas dos mesmos?

    Daniel Duarte

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br