Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

Adaptado para o RHCG por Adriano Araújo

Ao longo da história de Campina Grande tivemos notícias de vários grupos religiosos, que acabaram virando verdadeiras seitas. Algumas ficaram bem famosas a exemplo dos “Borboletas Azuis”, que já foi amplamente divulgado neste blog.

Em 1923, ocorreu uma tragédia numa localidade chamada “Catoamba” em nossa cidade, que infelizmente não sabemos o local exato. Contamos com a ajuda dos colaboradores para a identificação. 

A tragédia relatada foi a morte de uma jovem por um grupo envolvido em magia-negra. A revista “Era Nova”, publicação da capital do Estado, contou em suas páginas o ocorrido e que pode ser lido a seguir:

A TRAGÉDIA DE CATOAMBA
(Revista Era Nova, 1923)


Catoamba é um miserável lugarejo, situado no municipio de Campina Grande. Quem, por ali passa, sente uma impressão de desoladora tristeza, diante daqueles casebres baixos e arruinados, daqueles campos ressequidos por um sol ardente. Catoamba foi teatro de uma sinistra tragédia, de que resultou a morte de uma infeliz moça, vítima do fanatismo de um grupo de catimbozeiros, entre os quais se encontravam pessoas da própria família da sacrificada.

Insuflados sentimentos de perversidade no ânimo ingênuo daquela gente, superexcitada pelas libações alcoólicas, lançou-se toda ela contra a vítima, matando-a, em seguida, ao som das horripilantes cantilenas da magia-negra.

Os jornais narraram nos seus horrendos detalhes, esse acontecimento bárbaro e revoltante, que nos envergonha e surpreende ao mesmo tempo. É inacreditável que ainda haja quem confie nas bruxarias e sortilégios de uns tantos nojentos charlatães, que avisadamente se instalam nos lugares menos civilizados, para explorar a credulidade e a bolsa da população.

O caso está entregue a polícia, da qual devemos esperar a punição dos culpados e o esclarecimento da sombria tragédia.

A fotografia que ilustra esta notícia apresenta os criminosos que trucidaram a desventurada louca e em destaque, o feiticeiro-chefe.

AGRADECIMENTOS:

A José Ezequiel do blog “Tataguaçu” pelo envio do material

0 comentários



Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br