Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

Texto encontrado no http://www.paraiba1.com.br/tvparaiba.php

A história da TV Paraíba teve o seu início no dia 19 de Março de 1984, quando foi lavrado o contrato de constituição de uma sociedade por cotas de responsabilidade limitada, sob a denominação de TELEVISÃO PARAÍBA LTDA, com sede provisória na Rua Semeão Leal, n.: 52, 1o andar, no centro de Campina Grande. O contrato de constituição foi arquivado na Junta Comercial da Estado da Paraíba, Delegacia Regional de Campina Grande, em 21 de Março de 1984.

No dia 09 de Outubro de 1984, o então Presidente da Republica, General João Figueiredo, assinou o Decreto no 90.287, publicado no Diário Oficial do dia seguinte, que outorgou concessão a Televisão Paraíba para explorar, pelo prazo de 15 anos, sem direito de exclusividade, serviços de radiodifusão de sons e imagens (televisão) na Cidade de Campina Grande.

Em 19 de julho 1985, o Sr. José Carlos da Silva Júnior, um dos sócios fundadores da TV Paraíba , adquire um terreno de 1,5Hc na Rua 15 de Novembro, no bairro da Palmeira em Campina Grande, onde, no ano seguinte, foi construída a sede social da Televisão Paraíba.

A construção da TV Paraíba começou no dia 17 de Fevereiro de 1986 e sua conclusão em 31 de dezembro do mesmo ano. A construtora encarregada pela obra foi a Enarq S/A - Engenharia e Arquitetura, empresa paraibana sediada em João Pessoa. O projeto das instalações da TV Paraíba é de autoria do Arquiteto Carlos Alberto Almeida. O prédio de linhas simples e funcional, com 1.200 m2 de área, se encontra localizado a Rua 15 de Novembro, n.: 2000, no bairro da Palmeira. A administração e fiscalização da obra ficou a cargo do senhor José Uchôa, primeiro funcionário da TV. Durante a construção, a Televisão Paraíba abriu o seu primeiro escritório em Campina Grande, que ficava localizado no Edifício Lucas, 10o andar no centro da cidade.

No dia 22 de dezembro de 1986, a Televisão Paraíba recebeu o Ofício DIGTE – 113/86 da Central Globo de Engenharia, que lhe concedia o direito de retransmitir os sinais da TV Globo Ltda., repetidos via satélite, na cidade de Campina Grande-PB, a partir de 01 de Janeiro de 1987.

Na virada do ano de 1986 para 1987, satisfazendo a curiosidade dos telespectadores de Campina Grande, a Televisão Paraíba entra no ar, exibindo o seu primeiro documentário "História de Bolso da Comunicação em Campina Grande", escrito, produzido, editado e dirigido por Rômulo Azevedo, com narração de Flávio Barros. O primeiro telejornal da TV Paraíba a ir ao ar, foi o CGTV 2a Edição, no dia 02 de janeiro de 1987, com a apresentação de Adenildo Pedrosa.

Quando algum grupo de comunicação pretendia se afiliar à Rede Globo, a Televisão Paraíba era indicada como modelo tendo em vista as suas modernas instalações e equipamento de última geração. Além da programação Globo, a TV Paraíba conta com uma programação local, também campeã de audiência, com três telejornais e a participação no Globo Esporte. Muitos momentos marcaram o trabalho realizado pelo telejornalismo da TV Paraíba . Citar todos seria impossível, mas alguns destes dias inesquecíveis merecem nossa recordação.

A primeira vez que uma matéria editada na casa foi ao ar em rede nacional, aconteceu em 28 de junho de 1987. Num furo de reportagem, a TV Paraíba fez a cobertura do nascimento de Luã, primeiro filho da cantora Elba Ramalho. Luã nasceu na noite do dia 25 de junho de 1987, na Clínica Santa Marta, em Campina Grande. A matéria foi exibida no Fantástico.

A TV Paraíba realizou a primeira transmissão ao vivo de uma partida de futebol, direto para a capital do Estado, no dia 07 de agosto de 1988. Era a decisão do campeonato paraibano entre as equipes do Treze Futebol Clube e do Botafogo Futebol Clube. Para que este fato acontecesse, o departamento técnico instalou um link que interligava o Estádio Amigão, a Telpa e a TV Cabo Branco. A narração da partida ficou a cargo de Roberto Hugo, Clélio Soares era o comentarista, e José Vieira Neto, o repórter.

A abertura do São João de 1992 não foi apenas o começo de uma grande festa, foi também o início de uma nova fase no telejornalismo paraibano. Em 5 de junho daquele ano aconteceu a primeira transmissão ao vivo para todo o estado, direto do Parque do Povo. As imagens foram ao ar no JPB 2a Edição. A repórter Beatriz Castro fez a primeira entrada ao vivo em rede nacional para o Jornal da Globo, diretamente do Parque do Povo em Campina Grande no dia 23 de junho de 1992.

Ao longo destes 20 anos, a TV Paraíba tem contribuído para o crescimento do Estado e do mercado publicitário. Muitos projetos culturais e institucionais foram criados, colaborando com o desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida da população e oferecendo aos anunciantes excelentes oportunidades.

Vídeos:

Vinheta da TV Paraíba:


Jornal Nacional fala na TV Paraíba:


O fundador da emissora, José Carlos da Silva Júnior:


1 Comment

  1. Anônimo on 19 de julho de 2011 23:11

    Um reparo e um complemento.
    O documentário "História de Bolso da Comunicação em CG" foi narrado pelo saudoso Adenildo Pedrosa(um patoense que apresentou telejornais nas tvs Borborema,Paraíba,Verdes Mares e tv Centro-Sul do Mato Grosso(onde ele morreu vitimado por um câncer na garganta)e apresentado por Flávio Barros(o primeiro apresentador a aparecer no vídeo do canal 3).
    A reportagem sobre o nascimento de Luan foi feita pelo repórter Rômulo Azevêdo.

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br