Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

Scan da Publicação Original (Clique para Ampliar)
Uma curiosidade da qual as gerações contemporâneas de Campina Grande não atenua é a de que Deodato Borges, profissional da radiofonia local nos áureos tempos do rádio desenvolveu um personagem que se tornou sucesso entre as crianças através das aventuras narradas no formato de radionovela.
Deodato Borges

O personagem era o Flama, que ao lado de outros coadjuvantes como o Comissário Laurence, sua noiva Eliana, Bolão e seu amigo Zico, revolucionaram o público infantil no contexto radiofônico na década de 60.

Em seu blog, Deodato Borges explica que o personagem foi uma investida sua, no ano de 1961, como diretor geral da Rádio Clube de Recife buscando manter o nível da audiência da emissora que sofria a concorrência da Rádio Jornal do Comércio, também de Recife, com a transmissão da radionovela “Jerônimo, o Herói do Sertão”, produzida no Rio de Janeiro.

O sucesso de “As Aventuras do Flama” foi imediato.

Voltando à Campina Grande, três anos mais tarde, aceitando o convite do Prof. Stênio Lopes, então diretor da Rádio Caturité, os episódios foram levados ao ar diariamente, de segunda a sexta, às 13:00hs tornando-se sucesso também na Rainha da Borborema, fazendo surgir, inclusive, o Clube do Agente Secreto do Flama, que identificava seus integrantes com carteirinhas que lhes rendiam prêmios e acesso ao auditório da Rádio. 

"As Aventuras do Flama" #01 (1963)
Aproveitando a alavancagem do programa de rádio, Deodato Borges escreveu e desenhou seu personagem na forma de História em Quadrinhos, com clichês confeccionados pelo Diário da Borborema e impressos pela tradicional Gráfica Júlio Costa, vizinhos na antiga sede à Rua Venâncio Neiva.

“As Aventuras do Flama” foi o primeiro seriado radiofônico do Estado da Paraíba e sua publicação impressa foi a pioneira no eixo norte-nordeste no gênero.

Review do Flama por Mike Deodato Jr.
 O personagem Flama faz parte do projeto de “review” a ser desenvolvido pelo seu filho, o quadrinista internacionalmente conhecido como Mike Deodato Jr, famoso desenhista de heróis das gigantes Marvel Enterteinment e DC Comics.

Aos saudosistas, deliciem-se com um dos episódios de "As Aventuras do Flama", postado no Blog Shuffle, cedido por Mike Deodato Jr:



Fontes:
Blog Bloco de Notas: http://deodatoborges.blogspot.com
Blog Shuflle: http://contigo.abril.com.br/blog/shuffle/

19 comentários

  1. Rau Ferreira on 10 de agosto de 2010 08:09

    Caríssimos;

    Parabéns pelas postagem do FLAMA; um verdadeiro achado. E divulgar a Nº 01 foi demais!

    Abraços.

    Rau Ferreira

     
  2. Jobedis Magno de Brito Neves on 10 de agosto de 2010 21:29

    No final da decada de 50 e inicio da decada de 60, ainda criança comecei a gostar de rádio. Alguns programas me despertou fascínio e curiosidade e os meus irnãos e colegas deste tempo ainda se lembram com nostalgia daquela época de ouro em Campina Grande, quando os programas atraiam o publico para ver e ouvir os programas no radio. As crianças tinham o seu espaço através do programa «Clube do Papai Noel» comandado pelo Eraldo Cesar, com muitas brincadeiras infantis e distribuição de brindes. Sem falar dos cantores da epoca Silvinha Alencar, Maria das Neves, Maria do Carmo, Geraldo Andrade e Ronaldo Soares entre outros. Eraldo César foi um pioneiro na época de ouro da radio campinense. Ele integrava o famoso quadro de rádio-atores da Rádio Borborema ao lado de Epitácio Soares, Temístocles Maciel e o menino Benjamin Blay de Brito Neves entre outros. Como é gostoso reviver e escutar trechos das “Aventuras do Flama” da radio Caturité de antigamente que foi o primeiro seriado radiofônico do Estado da Paraíba de autoria do grande Deodato Borges. HOJE, SÓ NOS RESTAM SAUDADES!

     
  3. Sir on 23 de junho de 2011 00:09

    Tambem ouvia o FLAMA na Radio Clube -PRA-8 em Recife-PE. Gostava de mais, como faco pra achar o blod do Deodato Borges ou como contactar com ele? obrigado pela postagem do Primeiro Super Heroi Brasileiro.

     
  4. Carlos Silva on 10 de agosto de 2011 17:06

    Caro Sir segue o enderço do blog de Deodato Borges http://deodatoborges.blogspot.com

    e abaixo o link para uma postagem dele sobre o personagem http://deodatoborges.blogspot.com/2010/07/cronica-da-saudade-14072010.html

     
  5. Philemon on 12 de setembro de 2011 23:08

    Uma verdadeira relíquia! Parabéns pelo resgate.
    Acho que ainda faria sucesso hoje...

     
  6. Johans on 15 de dezembro de 2011 20:58

    O Flama. Deodato Borges e...Quem mais? Ninguém viveu aquela época e estão falando...comentando...o que realmente se passava nos bastidores.
    Havia um personagem interpretado por mim que era o Zico, companheiro do Flama.Ninguém citou porque ninguém realmente conhece a verdadeira história. Tenho até hoje a foto que tiramos para publicidade, se não me engano, patrocinio de PING.PONG, goma de mascar. Quanto ao senhor Jorbis deixou de citar o maior nome daquela época, que acho que êle não citou porque não conhecia: FERNANDO SILVEIRA, Diretor artistico da Ráio Borborema a qual ajudou a fundar e inaugurar criando a sua programção. Demorou mas finalmente li muita inverdades sobre aquela época de ouro do Rádio Campinense. Aguardem, há muito mais. um abraço e obrigado.

     
  7. BlogRHCG on 16 de dezembro de 2011 08:30

    Reiteramos a solicitação ao nobre Johans que participe do nosso Blog: nos envie quanto material achar que deve sobre Prof. Fernando Silveira, à quem Campina Grande deve muito, inclusive a letra do seu Hino Oficial. Se temos essa dívida com sua memória é por pura falta de material publicado à nossa disposição. O intuito desse espaço é promover a interatividade entre os campinenses para que sua História seja contada.
    Aguardamos sua participação.

     
  8. Jobedis Magno on 26 de janeiro de 2012 21:06

    O Be Benjamin Blay de Brito Neves citado por mim é meu primo carnal (seu pai era irmao do meu pai e sua mãe prima de minha mãe. Hoje é um renomado cientista brasileiro para orgulho nosso.

     
  9. Johans on 27 de janeiro de 2012 20:24

    Prazer em conhecer sr. Jobedis Magno. conheci o Benjamin quando trabalhos juntos no rádio-teatro que comandado por meu pai - Fernando Silveira. só lamentei que o sr. não tive citado o radialista Fernando Silveira que deu inicio a tudo isso e todos que vcs. citou em sua lista de nomes, que eu conheci pessoalmente. só discordo de uma uma coisa: o sr. Deodato não tão grande assim como o sr. comentou, por várias razões...

     
  10. rômulo azevêdo on 31 de janeiro de 2012 21:59

    Prezados, esta história do Flama está truncada.
    No próprio blog do autor(Bloco de Notas é o nome do blog)em postagem publicada no dia 10/11/2011, Deodato conta que o programa começou em 1961 na rádio Borborema para enfrentar a concorrencia do seriado "Jerônimo, o heroi do sertão" transmitido pela rádio Jornal do Comércio de Recife, que entrava com som local em Campina Grande.
    Eu mesmo me lembro do seriado na Borborema, e também fui sócio do "Clube do Agente Secreto". Era preciso trocar cinco rótulos do drops "Dulcora"(os únicos embrulhadinhos, uma a um - como dizia a propaganda)para obter a carteirinha.
    Somente depois ele teria ido para a rádio Clube de Pernambuco, e no final teve uma passagem pela rádio Caturité.
    Ou seja, tudo começou aqui em Campina(o próprio Deodato me contou que muitas vezes os capítulos eram escritos em cima da hora, com o primeiro bloco do programa no ar e ele terminando de escrever o segundo.Tudo isso ao vivo.
    Muitas vezes a "inspiração" para as histórias vinha dos livros de bolso que contavam histórias do FBI americano).
    Outra coisa, essa história que a revista "As aventuras do Flama" teve tres números publicados é pura lenda.
    Na verdade só saiu um número da HQ.
    Na fase da Caturité o seriado era gravado o que possibilitava melhores efeitos sonoros.
    Para encerrar: o nome do "eterno companheiro" do Flama não era Zico e sim ZITO.
    E o personagem "Bolão"(esquecido por Deodato quando falou sobre o programa)era interpretado pelo ator Valmir Chaves que hoje vive na Espanha.

     
  11. Johans on 1 de fevereiro de 2012 22:35

    Caro Rômulo, obrigado pelo esclarecimento sobre êste assunto, ou seja, a verdadeira saga do Flama: na quando citei o companheiro do Flama, me enganei sobre o nome do personagem,que por acaso era eu que o interpletava. Talvez no momento me veio o nome do grande crack do Flamengo: ZICO. Já fazem tantos anos e realmente me confundi. O nome era ZITO realmnente.

     
  12. Anônimo on 23 de agosto de 2012 04:27

    Muito obrigado Rômulo Azevêdo por lembrar-se de mim: Eu era o "Bolão" porque Deodato me convenceu, eu não queria fazer um papel cômico.Preferia fazer de bandido. kkk É verdade que só existiu um número da Revista do Flama e tinha uma foto minha explicando que era eu quem interpretava êsse personagem, pois nas novelas já fazia de Galan.Conhecia bem todos os citados e Fernando Silveira foi meu professor quando comecei na Radio Borborema. Que saudade de todos e daquela época da minha juventude. Um abrazo para Johans, Deodato...Sei que algunos ja faleceram. Desculpem meu Portugues.Vivo a 44 anos na Europa!

     
  13. Anônimo on 23 de agosto de 2012 05:02

    Esqueci de dizer que eu nasci em Campina Grande (na rua que está detrás da Catedral) e que a los 17 anos comecei a trabalhar na Radio Borborema e que fui o atôr principal do primero dramático da Tv. Borborema(Dir. Joel Carlos) e tambem da primera peça teatral do Teatro Municipal(Dir. Enildo Siqueira) e organizei o TUC Teatro Universitario premiado no Festival de Teatro da Paraiba em 1965. Depois fui estudar teatro na França e trabalhei como atôr e diretor na Europa. Quando fui a Campina Grande (2004)verifiquei que não existe nem una só palavra sobre mim,(salvo placa de Graduados em Sociologia UFPB-kkk) sobre Fernando Silveira e outros "artistas" da época.É esquisito!
    Walmir Chaves.

     
  14. Johans on 23 de agosto de 2012 12:18

    Meu Deus, que surpresa mais agradavel! Walmir. claro que lembro de você, meu caro. Como você estar. Já mora em Campina novamente? Me mande seu endereço. Lembra de D. Zefinha. O esposo dela faleceu já alguns anos e ela estar completando mais uma primavera e estou indo a Campina brevemente...temos muito que conversar. Entre em contato, por favor! Um grande abraço.

     
  15. Anônimo on 23 de agosto de 2012 16:42

    A surpresa maior tive eu: Descubrir este site hoje e tôdas essas noticias de Campina e da Radio Borborema. Eu moro na España (Barcelona) ha mais de 30 anos.
    Lembro-me que la última vêz que lhe vi foi na casa da minha comadre Zefinha. Transmita-lhe minhas lembranças a ela. Minha mãe morreu na mêsma época que meu compadre!
    Na época do FLAMA eu era um rapazinho e você um menino...Como passa o tempo!
    Um abração,amigo!!!

     
  16. Flávio Vieira Barros on 9 de setembro de 2012 00:44

    Que surpresa! Nunca imaginei reviver esta emoção. Ouvi o episodio postado das Aventuras do Flama e confesso fiquei muito feliz e honrado de ter vivido de perto esta época da história da radiodifusão campinense. Fui locutor da Rádio Caturité, e na época das aventuras do Flama tive o prazer de participar de um dos episódios – fazendo o papel de um vilão intergaláctico, ainda me lembro! Não tinha nenhum talento dramático, mas por insistência de Deodato terminei participando. Foi uma época áurea na minha carreira de radialista. Em l973 fui contratado pela BBC de Londres onde atuei como locutor nas transmissões para o Brasil. Porém nada me emocionou mais do que ter encontrado por acaso na Internet este maravilhoso blog. Parabéns a todos que tiveram esta grande iniciativa.

     
  17. Anônimo on 7 de fevereiro de 2013 15:25

    senão me engano as aventuras do flama teve três períodos final dos anos 50 início dos anos 60 e no ano 1967

     
  18. Anônimo on 11 de abril de 2013 15:20

    Deodato Borges acaba de publicar uma crônica sobre "O Flama" no seu Blog de Notas/DeodadoBorges.

     
  19. Anônimo on 22 de novembro de 2015 14:15

    Estou no RJ, ha 55 anos... Nasci e vivi os primeiros anos de vida em Campina Grande e, como sempre amei o radio e os sons, O FLAMA, me e bem nitido em minha memoria... Lembro-me, que, a janela da minha casa,na Rua Alagoas 563, Bairro do Quarenta/Liberdade, a aglomeraçao de desconhecidos era no minimo interessante,para ouvir o cap no ar... Hoje, 22/11/2015, ao ouvir este audio, nao obstante as vozes serem bonitas e a sonoplastia razoavel, a interpretaçao do texto e fraca, deixando ao ouvinte mais atento, a certeza de estarem lendo... Bem diferente dos radioatores das RadiosNacional,Tupi e Globo, do Rj...

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br