Serviço de Utilidade Pública - Lei Municipal nº 5096/2011 de 24 de Novembro de 2011
Criado por Adriano Araújo e Emmanuel Sousa
retalhoscg@hotmail.com

QUAL ASSUNTO VOCÊ ESTÁ PROCURANDO?

NOTA.: A ilustração visual desse caso só nos foi possível através da colaboração do fotógrafo campinense Júlio Vasconcelos que nos enviou as imagens utilizadas na postagem que se segue.

Aspecto original da Igreja do Rosário (Anos 40)
O ano era 1956 quando o 'novo' templo da Matriz de Nossa Senhora do Rosário, localizada no Bairro da Prata, fora acometido de um incêndio, de grande proporção, dito criminoso. 

A igreja, que havia iniciado suas atividades litúrgicas no ano de 1949, sob a direção do Padre Cristóvão Ribeiro da Fonseca, segundo pároco nomeado para a paróquia, envolveu-se em chamas de forma que foi impossível a sua contenção, tendo o fogo consumido tudo que se encontrava acomodado na Capela-Mor e na Sacristia.


Segundo o relato exposto no site oficial da Igreja do Rosário "O fogo devorou tudo [...] cômodas, armários, paramentos, missais, alfaias, etc. O forro e o teto da Capela-Mor vieram abaixo. [...] Escapou, por milagre, a imagem de Nossa Senhora do Rosário no altar-mor."


 
Ato criminoso, haja visto a profanação de peças sacras, como o arrombamento do Sacrário, confeccionado em mármore com portas de metal, além do sumiço das âmbulas que acomodavam as hóstias consagradas, a polícia deteve o indenciário que assumiu sozinho a autoria do delito em função de furto.


Cidadão que Provocou o Incêndio na Igreja do Rosário (não identificado)
Após a destruição da igreja, teve início uma grande mobilização popular entre os fiéis paroquianos para soerguer o templo e recuperar o que fora destruído pelas chamas, sendo concluídas as obras de reforma no ano de 1959, inclusive com a modificação da torre fronto-central tendo recebido um relógio, doado pelos irmãos Roldão Mangueira e José de Medeiros Camboim, abençoado por Dom Manuel Pereira da Costa, o terceiro bispo de Campina Grande.


Para os frequentadores da Matriz de Nossa Senhora do Rosário, é possível identificar os nomes das famílias que participaram dessa empreitada pela reforma da igreja através dos belíssimos vitrais que ornam todo o entorno do templo.



Fotos Históricas Enviadas por Júlio Vasconcelos
Fotos Vitrais: Acervo Blog RHCG
Fonte Pesquisada: Site da Paróquia do Rosário: http://rosario.org.br

3 comentários

  1. Juarez on 7 de janeiro de 2011 10:39

    Mais um belo registro histórico que o blog Retalhos de Campina Grande disponibiliza a seus seguidores. Hoje este espaço é parada obrigatória diariamente não só por mim, creio, como por muitos "campinagrandenses" que como eu, utiliza este espaço para rememorar ou até mesmo conhecer a história do "centro do universo" que é Campina Grande. Parabéns aos criadores de tão belo site.

     
  2. Kellysson Alves on 7 de janeiro de 2011 11:37

    NÃO SABIA DESSE FATO OCORRIDO AQUI EM CAMPINA GRANDE A IGREJA DO ROSÁRIO. E OLHE Q SOU DAQUI. MAS ISSO É QUE TORNA INTERESSANTE: QUANDO A NOTÍCIA SE LIMITA AO MOMENTO, A HISTÓRIA NUNCA A ESQUECE.

     
  3. Rau Ferreira on 10 de janeiro de 2011 08:24

    Caros amigos do RHCG,
    Adriano e Emmanuel;

    Sempre visito o RHCG e a cada dia conheço um pouco mais da história campinense; hoje fiquei impressionado com a reportagem do incêndio da Igreja do Rosário, pelo que dou-lhe os parabéns.

    Continuem este belíssimo trabalho e muito sucesso. Quando a biblioteca retornar os trabalhos, em fevereiro, poderei lhes enviar algum material relacionado a esta cidade.

     


Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br